Destaque: Voluntários chineses ajudam crianças refugiadas afegãs durante inverno no Paquistão-Xinhua

Destaque: Voluntários chineses ajudam crianças refugiadas afegãs durante inverno no Paquistão

2023-01-22 18:08:01丨portuguese.xinhuanet.com

Islamabade, 20 jan (Xinhua) -- Com o inverno em Islamabade, Khaula, de cinco anos, que vive em um campo de refugiados na capital do Paquistão, pensava em como seria ir à escola todas as manhãs sem roupas quentes no frio, até ela ganhou um conjunto de agasalhos de voluntários chineses.

Khaula e outras crianças da mesma idade vivem em péssimas condições no campo de refugiados, onde as casas feitas de barro e pedra não as aquecem e as protegem o suficiente do frio.

Muitas delas, cujos pais trabalham no mercado de vegetais de Islamabade e as mães são donas de casa, precisam faltar à escola no inverno devido a doenças causadas pelo frio excessivo.

Os voluntários chineses foram uma verdadeira benção para as crianças que passavam frio nas temperaturas pouco acima de 3 graus Celsius, quando ganharam casacos de lã.

"Continuamos indo ao campo de refugiados para ajudá-los com suprimentos em educação, pois acreditamos que essa é a ferramenta mais poderosa para melhorar as condições de vida e empoderá-los financeiramente no futuro", disse à Xinhua, Ma Bin, membro da Comunidade de Intercâmbio Juvenil China-Paquistão.

Ele também disse que os agasalhos foram doados por pessoas da China para facilitar a vida dos alunos, assim eles podem focar nos estudos.

Instalada no campo de refugiados onde vivem milhares de pessoas, a escola com quatro salas é a única esperança de um futuro melhor para as crianças que vivem refugiadas na pobreza extrema desde que nasceram.

Conversando com a Xinhua, Sahib Shah, diretor da escola, disse que 220 alunos da primeira à quinta série estudam na escola e, depois de concluírem seus estudos, entrarão nas escolas estaduais do governo paquistanês para estudar em classes superiores.

Ele disse que as crianças são de famílias menos favorecidas, algumas delas até sem-teto, então a ajuda oportuna dos voluntários chineses é essencial para auxiliar as famílias que não podem comprar agasalhos.

"É um ato louvável e estamos muito felizes em receber ajuda. Eles são muito pobres e a estação é muito fria", disse Shah, acrescentando que os voluntários chineses sempre ajudam as crianças que esperam ansiosamente por eles.

"Eles doam roupas, alimentos, uniformes, itens de papelaria e outras coisas. Isso mostra que se preocupam com as crianças e querem facilitar a vida delas", acrescentou ele.

De acordo com o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR), há mais de 1,4 milhão de refugiados afegãos registrados no Paquistão.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com