Especialista da OMS acusa mídia ocidental de distorcer informações sobre Wuhan

2021-02-23 19:03:42丨portuguese.xinhuanet.com

Copenhague, 23 fev (Xinhua) -- Uma professora dinamarquesa da equipe de rastreamento de origem da COVID-19 da Organização Mundial da Saúde (OMS) em Wuhan criticou a mídia ocidental por distorcer as informações sobre a cooperação com as autoridades chinesas, relataram noticiários locais nesta segunda-feira.

"Havia muitos dados prontos quando chegamos", disse Thea Kolsen Fischer, professora de epidemias e infecções de vírus na Universidade de Copenhague, em uma entrevista publicada pelo jornal dinamarquês Politiken.

Uma reportagem equivocada publicada pelo The New York Times em 12 de fevereiro acusou cientistas chineses de se recusarem a compartilhar dados importantes sobre os primeiros dias da pandemia de COVID-19, citando pesquisadores independentes da OMS.

"Tínhamos respeito mútuo pelas opiniões e competências uns dos outros", relatou Fischer, elogiando a cooperação entre a equipe da OMS e os especialistas chineses em dados e hipóteses durante sua pesquisa de um mês.

A especialista elogiou tanto a equipe da OMS quanto os especialistas chineses por conseguirem se manter livres de quaisquer grandes interesses políticos.

"Não posso deixar de enfatizar o quão significante foi o processo da viagem. Foi além de todas as expectativas em muitos aspectos. Quando tivemos discussões entre a equipe de especialistas, nos baseamos apenas em dados e documentação", destacou ela.

A equipe internacional chegou a Wuhan em 14 de janeiro e formou um corpo conjunto com especialistas locais para a parte chinesa do estudo global sobre as origens do novo coronavírus.

Em uma conferência de imprensa em 9 de fevereiro, a equipe de estudo conjunta informou que é "extremamente improvável" que um incidente de laboratório tenha sido a causa da COVID-19. A introdução por meio de uma espécie hospedeira intermediária é "a passagem mais provável".

A transmissão direta ou introdução através dos alimentos da cadeia fria também é provável. Fim

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001397616361