Macau começa a vacinar contra COVID-19 residentes locais não prioritários

2021-02-23 10:55:06丨portuguese.xinhuanet.com

Macau, 23 fev (Xinhua) -- A Região Administrativa Especial de Macau (RAEM) começou na segunda-feira a vacinar residentes locais que não fazem parte dos grupos prioritários com vacinas contra COVID-19 produzidas na parte continental.

Cerca de 2.600 residentes fizeram reservas para vacinação no primeiro dia em 12 centros médicos, que podem atender 5 mil pessoas diariamente, de acordo com o Centro de Resposta e Coordenação do Novo Coronavírus do governo de Macau.

Até segunda-feira, cerca de 15 mil residentes em Macau tinham feito reservas para vacinação e mais de 3 mil dos grupos prioritários completaram a vacinação, de acordo com o centro.

O primeiro lote de vacinas inativadas fabricadas na parte continental chegou a Macau em 6 de fevereiro. A inoculação começou oficialmente em 9 de fevereiro, com o Chefe do Executivo da RAEM, Ho Iat Seng, sendo o primeiro a ser vacinado. A prioridade foi dada a determinados grupos pessoais, incluindo os que trabalham na linha de frente para o controle da epidemia e que estão em alto risco em termos de exposição ocupacional.

Até segunda-feira, há quase 11 meses nenhum caso da COVID-19 é transmitido localmente em Macau. Um total de 48 casos confirmados foi notificado. Fim

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001397607181