Brasil aprova uso emergencial das vacinas chinesas contra COVID-19 Sinovac, AstraZeneca

2021-01-18 10:53:21丨portuguese.xinhuanet.com

São Paulo, 17 jan (Xinhua) -- A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou por unanimidade neste domingo o uso emergencial da vacina CoronaVac, do laboratório chinês Sinovac, assim como a vacina contra a COVID-19 AstraZeneca, da Universidade de Oxford.

A decisão permitirá ao governo brasileiro iniciar seu plano de vacinação contra a COVID-19 com 6 milhões de doses da vacina CoronaVac, desenvolvida pela Sinovac em parceria com o Instituto Butantan de São Paulo.

"O momento é de conscientização, união e trabalho. Só há um inimigo. Nossa chance, nossa melhor chance nessa guerra é, necessariamente, uma mudança de comportamento social, sem a qual, mesmo com as vacinas, a vitória não será alcançada ", afirmou o diretor-presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres.

Torres liderou a reunião de lideranças da Anvisa, transmitida ao vivo pela televisão, que tomou a decisão após analisar os pedidos de registro emergencial para as duas vacinas contra o coronavírus.

O Brasil é o segundo maior país do mundo em número de mortes por COVID-19, com 209.296 óbitos até o sábado, e o terceiro do mundo em número de casos, com mais de 8,4 milhões de infecções notificadas.

O governador de São Paulo, João Doria, escreveu no Twitter: "O Brasil tem pressa em salvar vidas".

Doria acompanhou a votação da Anvisa no Hospital de Clínicas, maior centro médico público da América Latina, segundo sua assessoria de imprensa.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001396765671