Estudo aponta possível presença de COVID-19 no Brasil já em dezembro de 2019

2021-01-14 15:23:01丨portuguese.xinhuanet.com

Brasília, 13 jan (Xinhua) -- A Secretaria de saúde do estado do Espírito Santo, no Brasil, anunciou nesta terça-feira que a presença de anticorpos IgG, específicos para o vírus SARS-CoV-2, foi detectada em amostras sorológicas de dezembro de 2019.

O departamento relatou que 7.370 amostras de soro foram coletadas entre dezembro de 2019 e junho de 2020 de pacientes com suspeita de infecção por dengue e chikungunya.

Com as amostras analisadas, anticorpos IgG foram detectados em 210 pessoas, dos quais 16 casos sugeriam a presença do novo coronavírus no estado antes de o Brasil anunciar o primeiro caso oficialmente confirmado em 26 de fevereiro de 2020. Um dos casos foi coletado em 18 de dezembro de 2019.

O departamento afirmou que leva cerca de 20 dias para um paciente atingir níveis detectáveis de IgG após a infecção, portanto, pode ter ocorrido entre o final de novembro e o início de dezembro de 2019.

O Ministério da Saúde divulgou, no mesmo dia, um comunicado instruindo o estado a realizar investigações epidemiológicas aprofundadas e enviar amostras de soro à Fundação Oswaldo Cruz, do Rio de Janeiro, para teste de RT-PCR.

"Só com a confirmação do laboratório de referência e o aprofundamento dos estudos epidemiológicos o Ministério da Saúde poderá confirmar, ou não, se esses casos foram realmente positivos para a SARS-CoV-2", disse o ministério.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001396672871