Chefe da ONU apela para ação rápida em sequência de ataques às forças de manutenção da paz no Mali

2020-10-18 13:53:16丨portuguese.xinhuanet.com

Nações Unidas, 16 out (Xinhua) -- O secretário-geral da Organização das Nações Unidas, António Guterres, na sexta-feira, convidou as autoridades no Mali a agirem rapidamente para prender os responsáveis ​​por dois ataques separados na quinta-feira contra soldados da paz que trabalham em uma missão da ONU no país.

"O secretário-geral condena veementemente os dois ataques perpetrados contra a Missão de Estabilização Multidimensional Integrada das Nações Unidas no Mali (MINUSMA) no dia 15 de outubro. Na região de Kidal, um dispositivo explosivo atingiu um veículo da missão, matando um pacificador egípcio e ferindo outro gravemente. Em Timbuktu, um ataque de fogo indireto contra o campo integrado da missão resultou em pelo menos um soldado da paz burkinabe ferido", disse Stephane Dujarric, porta-voz do chefe da ONU em um comunicado.

"O secretário-geral recorda que os ataques contra as forças de paz da Organização das Nações Unidas podem constituir crimes de guerra ao abrigo do direito internacional. Ele apela às autoridades do Mali para tomarem medidas urgentes para deter e levar os criminosos à justiça", disse Dujarric.

O chefe da ONU expressou suas mais profundas condolências ao povo e aos governos do Egito e do Mali. Ele também expressou condolências às famílias enlutadas e desejou uma recuperação rápida para os feridos.

A MINUSMA está no Mali desde 2013, após um golpe militar e a ocupação do norte por radicais islâmicos. A missão apoia a implementação de um acordo de paz de 2015 assinado pelas autoridades e duas coalizões de grupos armados. É considerada a operação da ONU mais perigosa no mundo em serviço.

 

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001394488561