Crescimento da China é "impulso positivo" para economia mundial, diz diretora-geral do FMI

2020-10-16 16:21:05丨portuguese.xinhuanet.com

Washington, 15 out (Xinhua) -- O crescimento da China em meio à pandemia da COVID-19 é um impulso positivo para a economia mundial e pode beneficiar especialmente os exportadores de commodities e países que estão conectados à economia chinesa ao longo da cadeia global de valor, disse na quinta-feira a diretora-geral do Fundo Monetário Internacional, Kristalina Georgieva.

A última previsão do FMI para a economia chinesa é baseada nas medidas "decisivas" do país para conter a pandemia e seu "estímulo potente" à economia, disse Georgieva em uma entrevista coletiva virtual durante as reuniões anuais do Grupo Banco Mundial e do FMI.

Em seu último relatório Previsão Econômica Mundial divulgado na terça-feira, o FMI projetou que a economia global deve contrair fortemente 4,4% este ano. Além disso, o documento projeta que a economia da China cresça 1,9% este ano, 0,9 ponto percentual acima da previsão de junho.

"Quando olhamos para os dados mais desagregados, o setor manufatureiro está indo melhor, enquanto os serviços, especialmente os serviços de contatos, são ainda mais restritos", disse a chefe do FMI.

Apesar disso, o crescimento da China é "um impulso positivo para a economia mundial", disse Georgieva, observando que é particularmente importante para os países que exportam metais e outras commodities, já que a demanda da China tem sido "um alívio muito necessário", com os preços das commodities subindo atualmente.

O crescimento da China também é importante para os países que estão conectados à economia chinesa por meio das cadeias globais de valor, tendo em conta que a demanda da China é um motor de crescimento lá, constatou ela.

Além disso, a China participou dos esforços internacionais para desenvolver vacinas, o que está construindo confiança global para superar a pandemia. "Não posso deixar de enfatizar o quanto é importante aumentar a confiança de que juntos podemos sair desta crise", disse ela.

Em uma entrevista à Xinhua no início desta semana, a economista-chefe do FMI, Gita Gopinath, disse que "a importância do multilateralismo nunca foi tão grande".

"Com esta pandemia, a menos que sejamos capazes de controlá-la em todos os lugares do mundo, nenhum lugar do mundo será seguro e os países têm que trabalhar juntos", disse Gopinath.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001394451231