Banco central do Brasil relata crescimento econômico de 1,06% em agosto

2020-10-16 11:12:31丨portuguese.xinhuanet.com

Brasília, 15 out (Xinhua) -- A atividade econômica brasileira apresentou um crescimento de 1,06% em agosto, comparado a julho (com ajuste sazonal), no quarto mês de recuperação depois da forte retração causada pela pandemia do novo coronavírus, de acordo com o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), divulgado nesta quinta-feira pela autoridades monetária.

Ao mesmo tempo, a atividade econômica registrou em agosto uma queda de 3,92% na comparação com o mesmo mês do ano passado (sem ajuste sazonal), por considerar períodos iguais.

Com o crescimento registrado em agosto, o IBC-Br alcançou 134,05 pontos, abaixo dos 139,92 pontos alcançados em fevereiro, antes do início da pandemia da COVID-19 no país.

A atividade econômica acumulada nos primeiros oito meses deste ano apresentou uma queda de 5,44% (sem ajuste sazonal).

No período de 12 meses que terminou em agosto de 2020, houve uma retração de 3,09% (também sem ajuste sazonal).

Analistas do mercado financeiro estimam uma retração de 5,03% do PIB este ano, segundo a pesquisa Focus divulgada pelo BC na segunda-feira.

Especialistas alertam que os números do IBC-Br não devem ser levados ao pé da letra, porque as estimativas do Banco Central nem sempre terminam coincidindo com os índices oficiais divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001394444921