(Multimídia) China imporá restrições de visto a indivíduos dos EUA que agirem maliciosamente nas questões relacionadas a Hong Kong

2020-06-30 12:09:15丨portuguese.xinhuanet.com

Foto tirada em 5 de agosto de 2019 mostra a bandeira nacional da China e a bandeira da Região Administrativa Especial de Hong Kong na Praça de Bauhinia Dourada em Hong Kong, sul da China. (Xinhua/Wu Xiaochu)

Beijing, 30 jun (Xinhua) -- A China decidiu impor restrições de visto a indivíduos americanos que têm agido maliciosamente nas questões relacionadas a Hong Kong, comunicou nesta segunda-feira Zhao Lijian, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores.

Zhao fez a declaração em uma coletiva de imprensa ao comentar sobre a imposição de restrições de vistos dos EUA para oficiais chineses.

Zhao disse que os assuntos de Hong Kong são puramente assuntos internos da China, e não permitem nenhuma interferência estrangeira. O governo chinês está determinado a salvaguardar os interesses de soberania nacional, segurança e desenvolvimento, implementar o princípio "um país, dois sistemas" e se opor à interferência externa nos assuntos de Hong Kong, disse ele.

A tentativa dos EUA de obstruir a legislação de segurança nacional da China para a Região Administrativa Especial de Hong Kong, adotando as chamadas sanções, será em vão, acrescentou.

Em resposta à aprovação da chamada Lei de Autonomia de Hong Kong e de outros projetos de lei relacionados a Hong Kong pelo Senado dos EUA, Zhao disse que as forças separatistas que pretendem perturbar Hong Kong podem clamar como quiserem e forças externas anti-China podem tentar exercer pressão, mas nenhuma delas impedirá a ação resoluta da China para avançar a legislação.

"Suas tentativas estão fadadas ao fracasso. Este ato não será nada mais do que um pedaço de papel", disse Zhao.

"É uma difamação absurda da legislação de segurança nacional para Hong Kong, uma grave interferência nos assuntos de Hong Kong e nos assuntos internos da China, e uma violação do direito internacional e das normas básicas das relações internacionais", disse o porta-voz, acrescentando que a China a rejeita e apresentou representações solenes aos Estados Unidos.

A legislação de segurança nacional para Hong Kong visa salvaguardar os interesses da soberania, segurança e desenvolvimento da China, paz duradoura, estabilidade e prosperidade em Hong Kong e implementação estável e constante de "um país, dois sistemas", disse ele.

"Pedimos ao lado dos EUA que entenda a situação e pare imediatamente de se intrometer nos assuntos de Hong Kong e nos assuntos internos da China de qualquer forma. Isso não empurrará ou aplicará a lei negativa referente a Hong Kong, ainda menos impondo sanções ao lado chinês com base nela. Caso contrário, a China reagirá firmemente com fortes contramedidas e os Estados Unidos sofrerão todas as consequências," disse Zhao.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001391774811