Obama critica linguagem "kung flu" de Trump, dizendo que isso "me choca e me irrita"

2020-06-30 11:18:58丨portuguese.xinhuanet.com

Washington, 29 jun (Xinhua) -- O ex-presidente dos EUA, Barack Obama, criticou seu sucessor Donald Trump por promover um sentimento anti-asiático usando a linguagem racista "kung flu" para se referir ao coronavírus durante seus comícios de campanha, informou a mídia norte-americana nesta segunda-feira.

"Não quero um país no qual o presidente dos Estados Unidos esteja ativamente tentando promover sentimentos anti-asiáticos e ache engraçado. Não quero isso. Isso ainda me choca e me irrita", afirmou Obama na semana passada, em uma campanha de arrecadação de fundos para o candidato presidencial democrata Joe Biden.

Trump usou o termo racista pelo menos duas vezes este mês, primeiro em seu comício de Tulsa e depois em um comício de jovens no Arizona.

Algumas pessoas alertaram que a retórica de Trump e de outras autoridades culpando a China pela disseminação da doença levou a um aumento no assédio e maus-tratos aos asiáticos-americanos, de acordo com reportagens da mídia.

Quando a Organização Mundial da Saúde anunciou o nome oficial do novo coronavírus em fevereiro, a agência da ONU deixou claro que a designação não estigmatizava nenhuma localização geográfica, animal, indivíduo ou grupo de pessoas.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001391773821