Moçambique estende estado de emergência pela 3ª vez, mas relaxa algumas restrições

2020-06-29 16:33:27丨portuguese.xinhuanet.com

Maputo, 29 jun (Xinhua) -- O presidente moçambicano, Filipe Nyusi, anunciou domingo a extensão do estado de emergência por 30 dias pela terceira vez, com algumas medidas relaxadas para buscar uma nova normalidade em meio à pandemia da COVID-19.

"Decidimos manter o nível três (de restrições) e adequar de forma faseada algumas medidas com impacto na economia do país, permitindo que alguns setores de atividade possam funcionar", disse Nyusi em seu discurso televisionado à nação.

Durante o prolongado período de emergência que começa a partir de terça-feira, o processo de flexibilização das medidas restritivas será gradual e pode ser revertido dependendo da evolução da pandemia, disse o presidente.

Nyusi mencionou a reabertura de diversos setores, incluindo educação, negócios, cultura e turismo, que, segundo ele, devem ser feitos em estrito cumprimento das medidas preventivas e protocolos definidos pelas autoridades sanitárias.

A retomada das aulas presenciais no ensino fundamental e médio ocorrerá em três fases a serem anunciadas em poucos dias, disse ele.

Para impulsionar o turismo e estimular os negócios, o país estará aberto a investidores, especialistas e visitantes, e voos de países selecionados serão permitidos, disse Nyusi, acrescentando que os restaurantes reabrirão, mas os bares permanecerão fechados.

A pandemia em Moçambique é menos grave do que muitos outros países devido a medidas preventivas decisivas tomadas no momento certo, segundo o presidente.

"Tudo o que fizemos resultou em atrasar o pico da doença", disse.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001391752971