Entrevista: Insucesso em procedimentos de mitigação e quarentena contribui para surto de COVID-19 nos EUA

2020-06-29 10:51:54丨portuguese.xinhuanet.com

Washington, 28 jun (Xinhua) -- O insucesso no cumprimento dos procedimentos de mitigação e quarentena resultou no aumento recente dos casos de COVID-19 nos Estados Unidos, informaram imunologistas à Xinhua no domingo.

Populações mais jovens, especialmente aquelas com comorbidades, estão sendo infectadas e hospitalizadas em meio a picos diários registrados em casos confirmados, disse Stanley Perlman, professor de microbiologia e imunologia da Universidade de Iowa, em entrevista à Xinhua.

Mais de 2.531.000 casos de COVID-19 foram relatados nos Estados Unidos, com as mortes ultrapassando 125.600 até a tarde de domingo, de acordo com os dados da Universidade Johns Hopkins.

Os casos globais de COVID-19 confirmados ultrapassaram 10 milhões, com o número de mortos atingindo quase 500 mil, de acordo com as estatísticas.

O Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC, em inglês) dos EUA relataram 44.703 novos casos confirmados e 508 novas mortes no domingo ante o dia anterior, segundo seu site. A contagem atualizada estabelece um novo recorde diário de novos casos.

Flórida, Texas e Arizona estão emergindo rapidamente como os mais recentes epicentros do país, depois de relatar números recordes de novas infecções por semanas seguidas. As taxas de positividade e as hospitalizações também dispararam.

O Texas estabeleceu um recorde de hospitalizações relacionadas ao coronavírus pelo 16º dia consecutivo no sábado, com 5.523 pacientes em tratamento. No Arizona, as autoridades de saúde também relataram um recorde, com 2.577 hospitalizações atuais, de acordo com o The Washington Post.

O aumento de reuniões e a falta de distanciamento social em meio a reaberturas em todo o país levaram à deterioração da pandemia no país, disse Zhang Zuofeng, professor de epidemiologia e reitor associado de pesquisa da Faculdade de Saúde Pública da Universidade da Califórnia, em Los Angeles.

Todos os 50 estados começaram a reabrir depois que o coronavírus colocou o país em confinamento a partir de março. As reuniões de massa estão aumentando agora, e um número crescente de pessoas, especialmente a população jovem, tende a não manter a distância social, disse ele à Xinhua.

"Enquanto isso, alguns americanos permanecem altamente resistentes ao uso de máscaras em áreas públicas, portanto não conseguem se proteger e proteger as pessoas ao seu redor. Esse é outro fator importante que leva ao aumento diário recorde", assinalou Zhang.

O secretário de Saúde e Serviços Humanos dos EUA, Alex Azar, disse no domingo que a "janela está se fechando" para o país conter a onda de casos de coronavírus.

O número de pessoas nos Estados Unidos que foram infectadas com o coronavírus provavelmente será dez vezes maior que os casos confirmados, disse o diretor do CDC, Robert Redfield, no início desta semana.

Se o país terá um aumento de infecções durante o verão depende da adesão à mitigação e à quarentena, disse Perlman à Xinhua.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001391745981