Governo brasileiro eleva previsão de deficit primário deste ano a um recorde de US$ 96,5 bilhões

2020-05-23 15:25:17丨portuguese.xinhuanet.com

Rio de Janeiro, 22 mai (Xinhua) -- O Ministério da Economia brasileiro elevou nesta sexta-feira sua previsão para o deficit primário deste ano para 540,534 bilhões de reais (US$ 96,5 bilhões), resultado recorde para o país provocado pelos impactos causados na economia pelo novo coronavírus.

A nova estimativa leva em conta uma contração econômica de 4,7% este ano, divulgada, na semana passada pela pasta, na qual se considera que as medidas de isolamento social no país serão mantidas até o final de maio. Se durarem mais, o impacto seria de cerca de 20 bilhões de reais (US$ 3,57 bilhões) semanais no Produto Interno Bruto (PIB).

O governo brasileiro tinha fixado como meta para 2020 um deficit primário de até 124,1 bilhões de reais (US$ 22,16 bilhões), mas devido ao decreto de calamidade pública aprovado pelo Congresso, em consequência da epidemia da COVID-19, o Executivo não está obrigado a cumpri-la e está autorizado a gastar mais.

Segundo o Ministério da Economia, o governo elevou de 267,663 bilhões de reais (US$ 47,8 bilhões) a 1,753 trilhão de reais (US$ 313 bilhões) os gastos públicos deste ano, enquanto os ingressos foram reduzidos em 111,247 bilhões de reais (US$ 19,865 bilhões) até 1,213 trilhão de reais (US$ 216,6 bilhões).

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001390814681