Escritório de ligação do governo central da China na RAEHK diz que agenda da sessão legislativa nacional sobre RAEHK é imperativa

2020-05-22 19:09:55丨portuguese.xinhuanet.com

Hong Kong, 22 mai (Xinhua) -- O Escritório de Ligação do Governo Popular Central na Região Administrativa Especial de Hong Kong (RAEHK) disse nesta sexta-feira que a agenda da sessão legislativa nacional em curso sobre a RAEHK é um movimento imperativo para preencher as lacunas legais relativas à segurança nacional na região administrativa especial.

A deliberação pela legislatura nacional da China de um projeto de decisão sobre o estabelecimento e a melhora do sistema legal e dos mecanismos de aplicação da RAEHK para salvaguardar a segurança nacional é fundamental para garantir que a política de "um país, dois sistemas" permaneça estável e duradoura, disse um porta-voz do escritório.

O movimento reflete totalmente a forte vontade e a firme determinação do governo central de salvaguardar a segurança nacional. Também demonstra a defesa resoluta e o máximo cuidado dos interesses gerais de Hong Kong e o bem-estar fundamental dos compatriotas de Hong Kong, acrescentou.

Desde o movimento ilegal de "Ocupar o Centro" em 2014 e a agitação em Hong Kong após as alterações de ordenação propostas em 2019, a oposição em Hong Kong e separatistas radicais locais têm colaborado com forças externas para trazer severos desafios à prática do princípio "um país, dois sistemas", ameaçando gravemente a segurança nacional, disse o porta-voz.

Hong Kong está enfrentando a situação mais grave desde seu retorno, disse o porta-voz, observando que o princípio "um país, dois sistemas" corre o risco de ser descarrilado.

Para RAEHK, a salvaguarda da segurança nacional é parte integrante do princípio de "um país, dois sistemas", disse o porta-voz, chamando-o de algo imperativo, em vez de uma escolha.

É a missão original do princípio "um país, dois sistemas" defender a unidade nacional e manter a prosperidade e a estabilidade duradouras em Hong Kong, nenhum dos quais pode ser dispensável, disse o porta-voz.

A deficiência da legislação na segurança nacional de Hong Kong após seu retorno é uma razão importante da atual situação grave e complexa na cidade, destacou o porta-voz, observando que algumas pessoas em Hong Kong têm cooperando com as forças internacionais contra a China e as forças de "independência de Taiwan", com fim de transformar Hong Kong a uma entidade política independente ou semi-independente.

Um pequeno número de radicais políticos tentou fazer reféns as 7,5 milhões de pessoas de Hong Kong contra seus interesses e continuou dirigindo Hong Kong para um impasse, diante do que o governo central não ficará parado sem fazer nada , disse o porta-voz.

A legislação sobre a segurança nacional em Hong Kong visa atos que ameaçam a segurança nacional, como atividades secessionistas, subversivas e terroristas e interferência de países estrangeiros e forças estrangeiras. Ele só tem como alvo um pequeno número de suspeitos pelo crime de colocar em risco a segurança nacional, enquanto a liberdade de expressão baseada na lei, da imprensa, da publicação e da assembleia do público em geral não será perturbada, as vidas diárias das pessoas não serão afetadas e a segurança das suas propriedades continuará a ser protegida, enfatizou o porta-voz.

Os princípios e políticas do governo central para Hong Kong sempre servem com o propósito de garantir a implementação correta do princípio de "um país, dois sistemas", bem como a prosperidade e estabilidade a longo prazo de Hong Kong, observou o porta-voz.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001390795971