Preço da carne suína na China não aumentará, pois criação de porcos se recupera, diz ministro

2020-05-22 19:00:13丨portuguese.xinhuanet.com

Beijing, 22 mai (Xinhua) -- O preço da carne suína na China não terá um aumento significativo, pois a criação de suínos está se recuperando gradualmente, afirmou um alto funcionário na sexta-feira.

Han Changfu, ministro da Agricultura e Assuntos Rurais, fez as observações à margem da terceira sessão da 13ª Assembleia Popular Nacional, mais alta legislatura do país.

O preço médio no atacado da carne suína caiu ligeiramente por 13 semanas consecutivas, 23% abaixo do pico, o que equivale a uma redução de 12 yuans (US$ 1,69) por quilo, disse Han.

O ministro previu uma recuperação contínua na produção de suínos, pois o número de porcas reprodutoras e porcos vivos em estoque se recupera.

Ao falar sobre segurança alimentar, Han disse que a China não enfrentará uma crise alimentar. "O estoque atual de grãos da China é suficiente para alimentar todo o país por um ano", disse ele.

"A China tem colheitas abundantes de grãos há mais de uma década, com a safra de grãos atingindo 664 bilhões de quilos no ano passado, superando a marca de 650 bilhões de quilos pelo quinto ano consecutivo", disse ele.

A área de terras cultivadas de alto padrão será aumentada em 5,33 milhões de hectares este ano, disse o ministro, observando que serão feitos esforços para garantir uma produção estável de grãos em 2020.

Esforços serão feitos na prevenção de grandes doenças e pragas de plantas, acrescentou.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001390795831