(Multimídia) China disposta a facilitar aquisição estrangeira de suprimentos médicos no país

2020-03-26 10:37:35丨portuguese.xinhuanet.com

O primeiro-ministro húngaro Viktor Orbán (Esquerda) inspeciona os suprimentos médicos da China dentro de um avião fretado no Aeroporto Internacional Liszt Ferenc de Budapeste, em Budapeste, Hungria, em 24 de março de 2020.(Tamas Kovacs/MTI/Publicado via Xinhua)

Beijing, 26 mar (Xinhua) -- O lado chinês está trabalhando duro para facilitar a aquisição comercial de suprimentos médicos na China para outros países enquanto atende suas próprias necessidades, disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Geng Shuang nesta quarta-feira.

Geng disse em uma coletiva de imprensa que seu país sempre afirmou que a comunidade internacional deve defender conjuntamente uma economia mundial aberta e a estabilidade das cadeias globais de suprimentos e industriais.

Ele disse que desde o surto da COVID-19, o lado chinês não adotou nenhuma restrição sobre o comércio exterior, e vem incentivando as empresas a expandirem ordenadamente as exportações.

Os compradores de vários países, incluindo Azerbaijão, Bósnia e Herzegóvina, Brasil, Brunei, República Tcheca, Djibuti, Grécia, Hungria, Itália, Japão, Qatar, México, Portugal, Rússia, Sérvia, Turquia e Reino Unido, assinaram contratos com empresas chinesas, comprando kits de teste, máscaras, trajes de proteção e óculos, etc., disse Geng.

Segundo Geng, a China também forneceu ativamente materiais de proteção à Organização Mundial da Saúde (OMS) para apoiar outros países no combate à epidemia, e as empresas chinesas já assinaram o primeiro lote de contratos de fornecimento com a OMS.

A retomada da produção das empresas chinesas e a recuperação do desenvolvimento econômico e social da China continuarão a fornecer forte apoio à comunidade internacional diante da epidemia, disse Geng.

"Acredito que o fortalecimento da cooperação, a redução das barreiras e a facilitação do comércio estão em conformidade com o interesse comum da comunidade internacional", disse Geng.

Funcionários carregam materiais médicos doados em um avião fretado em Fuzhou, na Província de Fujian, sudeste da China, em 25 de março de 2020. (Xinhua/Wei Peiquan)

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001389184731