(Multimídia) Epidemia provavelmente não deprimirá a economia da China a longo prazo, diz oficial

2020-03-24 12:21:08丨portuguese.xinhuanet.com

Trabalhadores em uma fábrica da Great Wall Motors no distrito de Yongchuan, em Chongqing, sudoeste da China, em 18 de março de 2020. (Xinhua/Huang Wei)

Beijing, 24 mar (Xinhua) -- Embora o surto do novo coronavírus tenha causado choques relativamente grandes nas atividades econômicas nos primeiros dois meses deste ano, seus impactos são de curta duração e controláveis, avaliou o vice-chefe do Departamento Nacional de Estatísticas, Sheng Laiyun, nesta segunda-feira.

Os sólidos fundamentos econômicos do país não serão alterados a longo prazo, tendo em consideração que as empresas estão voltando aos negócios, destacou.

Sheng observou que o primeiro trimestre representa tipicamente uma pequena parte do Produto Interno Bruto anual devido ao feriado da Festa da Primavera, que cai entre janeiro e fevereiro, e ao clima frio.

As perdas serão facilmente recuperadas uma vez que a economia do país melhorará após o segundo trimestre, garantiu Sheng.

Embora a epidemia prejudique indústrias como de turismo, automotiva e de entretenimento, o consumo provavelmente se recuperará assim que o surto terminar com o surgimento de demandas reprimidas, disse ele.

O país fortalecerá ajustes anticíclicos e revigorará a resiliência inata da economia para apoiar o desenvolvimento de alta qualidade, apontou Sheng.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001389111801