Solidariedade, cooperação e empatia são resposta racional à epidemia global, diz think tank

2020-03-16 11:09:18丨portuguese.xinhuanet.com

Shanghai, 16 mar (Xinhua) -- Solidariedade, cooperação e empatia são a única resposta racional ao surto global da COVID-19, informou um relatório divulgado por um think tank afiliado ao governo em Shanghai.

Os países que lutam na linha de frente fazem grandes sacrifícios, comprando um tempo valioso para o mundo tomar precauções, disse o Instituto de Estudos Internacionais de Shanghai no relatório intitulado "Cooperação Internacional para o Combate ao Coronavírus: Resultados, Lições e Caminho a Seguir".

Segundo o estudo, a cooperação internacional em pesquisa seguinte, a assistência em materiais médicos e a participação ativa das principais instituições acadêmicas internacionais são indispensáveis para o estabelecimento e o aprimoramento de um sistema científico e eficaz de prevenção e controle global.

Este relatório ilustrou as medidas da China elogiadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como práticas recomendadas para o controle epidêmico internacional, incluindo um mecanismo de resposta do governo e da sociedade inteira, distanciamento social efetivo, compartilhamento oportuno e adequado de informações e conhecimentos, e envolvimento profundo na cooperação global em pesquisa médica.

As diferenças em normas sociais, sistemas políticos e recursos e capacidades de saúde pública, bem como os conflitos regionais, colocam desafios ao controle e cooperação epidêmica global, afirmou o estudo.

Ele defendeu ainda que o mundo deve aprimorar o sistema global de resposta a emergências de saúde pública para conter melhor a propagação global do surto da COVID-19.

Ele pediu ainda para se fortalecer a liderança global em saúde, suprir os défices de recursos na cooperação global em saúde, além de combater à politização e estigmatização em emergências globais de saúde.

A China, como o principal campo de batalha na luta contra a epidemia, fez os maiores esforços, tomou as medidas mais rigorosas, ganhou a experiência em primeira mão e alcançou os resultados mais notáveis, destacou o relatório.

O país está disposto para compartilhar sua experiência com a comunidade internacional e aumentar a cooperação com outros países e organizações internacionais para vencer a guerra contra o surto da COVID-19 o mais cedo possível, acrescentou.

A China anunciou na última quinta-feira que o pico do surto da COVID-19 no país acabou, com novos casos continuando em declínio e, que a situação geral da epidemia permanece em um nível baixo no país.

A OMS caracterizou na última quarta-feira o surto da COVID-19 como uma "pandemia", já que o vírus continua se espalhando em todo o mundo, exigindo que a comunidade internacional tome medidas urgentes e agressivas para conter a pandemia.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001388827171