Empresas de tecnologia dos EUA visam cooperação mais estreita com a China

2020-01-14 14:13:06丨portuguese.xinhuanet.com

Los Angeles, 12 jan (Xinhua) -- Na recém acabada Exposição de Eletrônicos de Consumo (CES), realizada em 2020, em Las Vegas, muitas empresas de tecnologia dos EUA expressaram suas esperanças de intercâmbios e cooperação mais estreitos com a China, apesar das tensões comerciais bilaterais.

O presidente da Qualcomm, Cristiano Amon, disse à Xinhua que está "super empolgado" com os negócios da Qualcomm na China e aplaudiu a cooperação mútua entre a Qualcomm e seus parceiros chineses, como Xiaomi, OPPO, OnePlus e Vivo.

Amon chamou a cooperação de exemplo de relacionamento bem-sucedido entre os dois países, acrescentando que permite que os parceiros chineses não apenas cresçam no consumo doméstico, mas também se expandam para fora da China.

"Não estamos desistindo de nossa cooperação com a China. Estamos aumentando nossa cooperação em recursos ou parcerias na China na transição 5G", disse ele.

A Ford Motor também planeja intensificar seus negócios na China. O novo Mustang SUV Mach-E totalmente elétrico da empresa estará em exibição no mercado chinês em abril deste ano e estará disponível no mercado chinês no próximo ano, de acordo com a empresa.

Amy Huo, vice-presidente de comunicações da Ford Motor Greater China, disse à Xinhua China que atribuiu grande importância à inovação tecnológica e ao desenvolvimento de novas energias, que são altamente compatíveis com a ênfase estratégica da Ford em tecnologias como veículos elétricos e internet de carros.

"A Ford planeja aprimorar ainda mais a cooperação com a China nos próximos cinco anos, explorar parceiros estratégicos locais para a inovação conjunta", disse ela.

Algumas empresas de tecnologia valorizam o enorme mercado da China, os custos de fabricação e mão-de-obra, enquanto outras valorizam as tecnologias de inovação da China e sua localização geológica, que pode ser considerada um centro logístico para os países do sudeste asiático.

Josh Cross, fundador e CEO da empresa americana de tecnologia de rastreamento e energia Elios, disse à Xinhua que a cooperação da empresa com a China remonta a 2015. O design do software da Elios é feito nos Estados Unidos e a parte do hardware é feita na China.

Atualmente, está cooperando com três empresas chinesas em produtos de GPS, produtos de energia e GPS e fornecimento, disse Cross.

A China tem uma infraestrutura muito boa, anos de experiência e alta eficiência, disse ele, acrescentando que a Elios espera cooperar com mais parceiros chineses no futuro próximo.

A CES 2020, a principal feira de tecnologia do mundo, foi realizada em Las Vegas de terça a sexta-feira. A mostra de quatro dias atraiu mais de 4.500 expositores de mais de 160 países.

Quase 20.000 novos produtos de tecnologia transformadora estavam em exibição, abrangendo conectividade 5G, inteligência artificial, realidade aumentada e virtual, cidades inteligentes e resiliência, esportes, robótica e muito mais.

 

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001387037661