Destaque: Ugandeses e chineses desfrutam de feira do templo em Kampala antes do Festival da Primaver

2020-01-14 14:13:05丨portuguese.xinhuanet.com

Kampala, 12 jan (Xinhua) -- Milhares de pessoas, incluindo ugandenses, membros da comunidade chinesa e estrangeiros que vivem no país do leste da África no domingo lotaram os cerimoniais Kololo em Kampala para aproveitar a primeira feira de costumes folclóricos da China, também conhecida como feira do templo.

Foi animador quando os ugandenses e outros estrangeiros percorreram a jornada de várias culturas chinesas que foram exibidas. Para a comunidade chinesa, embora o lar esteja a milhares de quilômetros, eles ainda recebem um lembrete caloroso de suas tradições culturais.

Zhong Shuangquan, um investidor chinês em Uganda, disse em entrevista à Xinhua que a realização da feira é importante, especialmente para os jovens chineses que estão no exterior.

Ele disse que a feira ajuda a lembrar os jovens nascidos ou estudando no exterior para valorizar sua cultura tradicional.

"Nossa cultura é que, não importa onde você esteja, você sempre voltará para casa e se reunirá com sua família e celebrará o Ano Novo lunar", disse Zhong.

"Nossa geração jovem não pode voltar à China para comemorar, por isso a comunidade chinesa de Uganda decidiu organizar a feira do templo".

As barracas da feira exibiram várias culturas de diferentes partes da China. Os pratos tradicionais chineses foram um grande destaque.

Apresentações culturais chinesas como Kung Fu e danças misturadas com performances locais de Uganda chamaram a atenção dos foliões.

Em uma entrevista à Xinhua, Sylvia Kabatesi, um folião de Uganda, disse que notou algumas semelhanças na maneira como a bateria é tocada durante as apresentações culturais chinesa e ugandense.

"Ouvi dizer que a maneira como tocam a bateria é semelhante à nossa aqui. Gostei da maneira como os ugandenses dançavam as danças tradicionais chinesas. É bom vê-los fazer algo de outro país", disse Kabatesi.

Tracy Hathorn, uma residente estrangeira em Uganda que visitou o programa, disse estar impressionada com a maneira como o povo chinês aprecia sua cultura.

"Adorei tudo desde que cheguei aqui, parecia que estava de volta à China", disse ela.

Hathorn disse que a cultura é um fator chave que descreve um grupo de pessoas.

Além dos produtos chineses que também foram exibidos, como equipamentos de construção, uma equipe médica chinesa administrava em campo, entre outros, a medicina chinesa antiga.

"Eu tenho um ombro paralisado. Eu tive uma fratura no ombro, então não pude mover minha mão para trás, mas depois disso eu posso levá-la pelo menos até metade do caminho", disse Rahul Gajbhiye à Xinhua depois de receber tratamento da equipe médica das barracas chinesas.

Gajbhiye disse que os médicos pediram para ele ir ao Hospital da Amizade China-Uganda duas vezes por semana, para que seu ombro pudesse ser completamente curado.

A feira do templo foi realizada antes do próximo Festival da Primavera da China, ou o Ano Novo Lunar, que acontece no dia 25 de janeiro deste ano.

 

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001387037451