(Multimídia) Brasil reabrirá estação de pesquisa antártica

2020-01-13 15:45:07丨portuguese.xinhuanet.com

Gerente geral da China Electronics Corporation, Liu Liehong, (primeiro no esquerdo) e o ministro da Defesa brasileiro Aldo Rebelo (segundo no direito) participam da cerimônia de inauguração em Punta Arenas, em 29 de fevereiro de 2016. (Xinhua/Liu Tong)

São Paulo, 12 jan (Xinhua) -- O Brasil vai reabrir sua estação de pesquisa na Antártida destruída por um incêndio em 2012 e reconstruída pela China National Electronics Import and Export Corporation (CEIEC), informou no domingo o vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão.

A base antártica brasileira Comandante Ferraz será reaberta em 14 de janeiro.

Mourão iniciará uma viagem para o "continente branco" na segunda-feira para a cerimônia de inauguração.

Após a base científica ter sido destruída em 2012, a Marinha brasileira convocou uma licitação pública para sua reconstrução em 2015. A empresa chinesa foi a vencedora.

O governo brasileiro investiu US$ 100 milhões na obra, segundo o website da Marinha.

Para Mourão, a nova estação científica do Brasil na Antártida é uma joia da arquitetura moderna e manterá a presença brasileira no trabalho que está sendo feito pela comunidade científica internacional.

A estação de 4.500 metros quadrados pode hospedar 64 pessoas, com 17 laboratórios.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001387010761