(Multimídia) Entra em operação linha oriental do gasoduto China-Rússia

2019-12-03 13:37:31丨portuguese.xinhuanet.com

Foto tirada em 19 de novembro de 2019 mostra a linha oriental do gasoduto China-Rússia na Província de Heilongjiang, nordeste da China. (Xinhua/Wang Jianwei)

Harbin, 3 dez (Xinhua) -- A linha oriental do gasoduto China-Rússia entrou em operação na segunda-feira, o que representa o início de uma nova era na cooperação energética dos dois países.

"A linha oriental do gasoduto é um projeto de referência da cooperação em energia entre a China e a Rússia e um paradigma de profunda convergência dos interesses de ambos os países e da cooperação de ganha-ganha", disse na segunda-feira o presidente chinês, Xi Jinping, a seu homólogo russo, Vladimir Putin, em uma videochamada em Beijing, através da qual os dois chefes de Estado testemunharam conjuntamente a cerimônia de lançamento do gasoduto.

O gasoduto fornecerá à China gás natural russo, que subirá a 5 bilhões de metros cúbicos em 2020 e aumentará a 38 bilhões de metros cúbicos anualmente a partir de 2024, com base em um contrato de 30 anos de US$ 400 bilhões assinado em maio de 2014 entre a Companhia Nacional de Petróleo da China (CNPC) e a gigante russa Gazprom.

O gasoduto transfronteiriço tem uma seção de 3.000 quilômetros na Rússia e outra seção de 5.111 quilômetros na China.

Shao Hua, gerente-geral da Heihe City Natural Gas Development, da China Gas, disse que a cidade fronteiriça de Heihe ainda depende em grande medida do carvão para aquecimento. Com a operação do gasoduto, a cidade agora tem acesso a uma fonte estável de energia limpa.

Heihe tem 30.000 famílias registradas para trocar para o gás natural para aquecimento. Levará um ano para concluir a cobertura total da rede de gás na cidade, segundo a companhia.

O consumo de gás natural atingiu 280,3 bilhões de metros cúbicos em 2018. A demanda de gás natural do país continuará aumentando até o ano de 2040 e superará a produção nacional em cerca de 43%, segundo um relatório da Agência Internacional de Energia.

A China visa elevar o uso de gás natural a 10% do mix energético do país em 2020 e a 15% em 2030, segundo a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001386021051