(Multimídia) China reforça administração de medicamentos à medida que lei revisada entra em vigor

2019-12-02 12:57:32丨portuguese.xinhuanet.com

Trabalhadora coloca medicamentos em máquina em um dispensário inteligente na cidade de Zhuji, Província de Zhejiang, leste da China, em 8 de agosto de 2018. (Xinhua/Han Chuanhao)

Beijing, 2 dez (Xinhua) -- A lei revisada de administração de medicamentos da China que foi adotada pelo mais alto órgão legislativo em agosto, entrou em vigor no domingo, como parte dos esforços do país para fortalecer a supervisão para garantir a segurança dos remédios.

Tendo como objetivo abordar problemas proeminentes na indústria farmacêutica, como medicamentos falsificados e abaixo do padrão e seus preços altos, a lei revisada estipula padrões e medidas de supervisão mais rigorosos para todo o processo da cadeia industrial, incluindo pesquisa e desenvolvimento, fabricação, vendas, uso e gerenciamento.

A lei revisada introduz um mecanismo de "rastreabilidade completa" e um sistema de recall de produtos, o que também abrange as vendas online de fármacos, uma nova área que precisa de melhor supervisão.

A revisão também aumenta os limites inferior e superior das penalidades legais. Por exemplo, quem produz medicamentos falsificados será multado em 15 a 30 vezes o valor da sua receita, em vez de duas a cinco vezes antes da revisão.

Várias ocasiões são estipuladas na lei onde punições mais pesadas são aplicáveis, incluindo a produção e venda de medicamentos falsificados ou abaixo do padrão para crianças e mulheres grávidas.

A lei de administração de medicamentos foi promulgada pela primeira vez em 1984, passando por duas revisões, em agosto deste ano e em 2001.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001385994271