(Multimídia) China divulga plano sobre desenvolvimento integrado do Delta do Rio Yangtzé

2019-12-02 12:57:32丨portuguese.xinhuanet.com

Foto aérea tirada em 29 de outubro de 2018 mostra um barco turístico passando pelo pantanal Xixi em Hangzhou, capital da Província de Zhejiang, no sudeste da China, que constitui o lado sul do Delta do Rio Yangtzé. (Xinhua/Weng Xinyang)

Beijing, 2 dez (Xinhua) -- O Comitê Central do Partido Comunista da China e o Conselho de Estado emitiram conjuntamente no domingo um plano sobre o desenvolvimento regional integrado do Delta do Rio Yangtzé.

O documento delineou as metas, requisitos e medidas para impulsionar o desenvolvimento integrado do Delta do Rio Yangtzé e construir um conglomerado regional de desenvolvimento de alta qualidade.

Como uma das regiões economicamente mais ativas, abertas e inovadoras da China, o Delta do Rio Yangtzé tem importância estratégica na modernização e maior abertura do país, o que torna a sua integração regional crucial para encabeçar o desenvolvimento de alta qualidade do país e construir um sistema econômico moderno.

O plano, que projeta o desenvolvimento para uma extensão de 358 mil quilômetros quadrados abrangendo as províncias de Jiangsu, Zhejiang e Anhui e o Município de Shanghai, consiste de 12 capítulos.

As tarefas especificadas no plano incluem o estabelecimento de um sistema industrial inovador coordenado, a melhora da conectividade de infraestrutura, o fortalecimento da proteção ambiental, o avanço dos serviços públicos e a construção da zona de livre comércio de Shanghai com padrões elevados.

O documento detalha as metas de desenvolvimento a serem atingidas para o ano de 2025 e oferece visões para 2035.

Para o ano de 2025, o Delta do Rio Yangtzé vai presenciar um desenvolvimento substancial e obter basicamente a integração na indústria de ciência e inovação, infraestrutura, meio ambiente e serviços públicos, diz o documento.

Para obter o desenvolvimento integrado no setor de ciência e inovação até 2025, a proporção do gasto em pesquisa e desenvolvimento da região em relação a seu produto interno bruto (PIB) deve ser superior a 3%, enquanto a produção das indústrias de alta tecnologia deve representar 18% da produção industrial total.

No mesmo período, a conectividade de infraestrutura estará representada por melhorias na intensidade de ferrovias e estradas e uma cobertura da rede 5G de 80%.

O plano também estabelece os padrões ambientais a serem cumpridos para o ano de 2025 em termos de densidade de PM2,5 e de consumo de energia por unidade do PIB.

Até 2025, as conquistas em serviços públicos devem conduzir o gasto fiscal per capita para 21 mil yuans (cerca de US$ 2.978) e elevar a expectativa de vida média para 79 anos, diz o texto.

Também pede um sistema de mercado unificado caracterizado pela abertura e livre fluxo de recursos.

Olhando para o futuro, o documento prevê que o Delta do Rio Yangtzé seja o motor mais influente e robusto do desenvolvimento da nação até o ano de 2035.

Foto tirada em 1º de novembro de 2018 mostra a vista noturna de Shanghai, leste da China. (Xinhua/Cai Yang)

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001385994221