(Multimídia) Cientistas de Taiwan descobrem maneira para reescrever memória de regeneração dos animais

2019-12-01 18:37:31丨portuguese.xinhuanet.com

Foto de arquivo mostra alguns peixes-zebras em um instituto de pesquisa de biologia local em Shandong, no leste da China. (Xinhua/Zhu Zheng)

Taipei, 1º dez (Xinhua) -- Uma equipe de cientistas de Taiwan descobriu um caminho para manipular a regeneração de partes do corpo do peixe-zebra (Danio rerio), como a barbatana caudal, o que pode desafiar o conhecimento existente de como animais "memorizam" a regeneração.

A equipe de pesquisa, liderada pelo Dr. Chen-Hui Chen, do Instituto de Biologia Celular e de Organismo da Academia Sinica de Taiwan, identificou um novo mutante de peixe-zebra e descobriu que a mutação pode tornar a regeneração da barbatana caudal altamente variável em tamanhos e formas, disse uma nota de imprensa da Academia Sinica no início desta semana.

Eles determinaram a "subunidade alfa 2 de polimerase" do DNA como o gene mutado e descobriram que sua atividade teve um impacto direto na proliferação blastemal e tamanho, disse o comunicado.

Alguns vertebrados como salamandras e peixes-zebras são conhecidos por sua capacidade notável de regenerar tecidos complexos, como membros, rabos e barbatana caudal. Eles podem regenerar a parte do corpo exatamente igual à desaparecida. Esse é um mistério de como essas informações posicionais são "memorizadas" para instruir o crescimento de uma substituição perfeita.

Ao manipular a atividade deste gene específico do peixe-zebra, Chen e seus colegas desenvolveram um caminho para reescrever eficazmente a chamada "memória posicional".

A nova memória pode dirigir o crescimento de barbatana caudal e escamas de peixe-zebra, até depois de ferimentos repetitivos, disse o comunicado.

"A importância destas descobertas é que elas fornecem os primeiros meios para alterar a fidelidade de memória posicional. Deste modo, modelos clássicos de regeneração que assumem que a memória é imaleável podem precisar ser revisitados e refinados", disse a nota de imprensa.

Este estudo intitulado "Reprogramação genética de memória posicional em apêndice de regeneração" foi publicado na revista científica internacional "Current Biology" em 27 de novembro.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001385975031