Sun Xiaoguo é condenado a 25 anos de prisão por crime organizado

2019-11-08 16:45:55丨portuguese.xinhuanet.com

Kunming, 8 nov (Xinhua) -- Sun Xiaoguo, um condenado por vários crimes e acusado em um caso de crime organizado que havia sido liberado pela justiça, foi sentenciado outra vez a uma pena de prisão de 25 anos nesta sexta-feira. Desta vez, ele foi indiciado por múltiplos crimes, incluindo a organização e liderança de quadrilhas criminosas com caraterísticas mafiosas.

Todos os bens pessoais de Sun serão confiscados, de acordo com o veredicto do Tribunal Popular Intermediário de Yuxi, na Província de Yunnan, no sudoeste da China.

Os outros 12 acusados no mesmo caso foram condenados a sentenças que variam de dois anos e meio a 15 anos de prisão, além de multas por participarem das organizações criminosas.

As quadrilhas com caraterísticas mafiosas lideradas e organizadas por Sun, com a participação dos outros acusados, cometeram crimes como abertura de cassinos clandestinos, provocação de distúrbios, encarceramento ilegal, lesões corporais intencionais, organização de grupos de espancamento, obstrução da justiça e pagamento de subornos, bem como outros atos ilícitos, segundo o veredicto.

No mesmo dia, no tribunal popular do distrito de Jiangchuan, em Yuxi, outros 22 acusados no caso de Sun foram condenados a penas de prisão que variam de um ano e seis meses a nove anos e meio. Eles foram processados praticamente pelos mesmos crimes citados acima.

Em um caso separado, Sun foi julgado em 14 de outubro pelo Superior Tribunal Popular da Província de Yunnan por estupro, agressão sexual, lesões corporais intencionais e provocação de distúrbios. O tribunal ainda não anunciou o veredicto.

Sun foi considerado culpado pelos mesmos crimes e condenado à morte em 1998, mas teve a pena reduzida para 20 anos de prisão após um novo julgamento em 2007. Ele foi libertado em 2010 após várias reduções em sua sentença, cumprindo apenas 12 anos e cinco meses de cadeia.

Em julho de 2019, o Superior Tribunal Popular da Província de Yunnan decidiu que o veredicto de 2007 estava incorreto e que o caso deveria ser reexaminado.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001385396481