Agentes policiais de Moçambique são suspeitos de assassinar observador eleitoral

2019-10-10 14:52:44丨portuguese.xinhuanet.com

Maputo, 9 out (Xinhua) -- A Polícia da República de Moçambique (PRM) confirmou na terça-feira que quatro suspeitos acusados ​​de matar um observador eleitoral são agentes de uma subunidade da Unidade de Intervenção Rápida (UIR) na província de Gaza.

Anastacio Matavel, coordenador sênior da sociedade civil da observação geral das eleições de 15 de outubro, foi morto a tiros por um grupo de homens armados na manhã de segunda-feira na capital da província de Gaza, Xai-Xai.

Os assassinos fugiram e depois bateram seu carro. Dois deles morreram no local do acidente, um foi preso e os outros ainda estão soltos.

Orlando Mudumane, porta-voz do PRM, disse que o crime foi "cometido por cinco indivíduos, incluindo quatro agentes do PRM, atribuídos à subunidade UIR de plantão em Gaza, para o Grupo de Operações Especiais (GOE) e um civil, devidamente identificado nos registros".

Como resultado, os comandantes provinciais da UIR e do GOE em Gaza já foram suspensos e foi criada uma comissão de inquérito para apresentar um relatório detalhado em 15 dias.

O porta-voz da PRM disse que a polícia condenou veementemente a conduta criminosa desses agentes e se solidarizou com a família em luto.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001384608561