John Bolton, Conselheiro de Segurança Nacional dos EUA sai da administração Trump

2019-09-11 16:32:23丨portuguese.xinhuanet.com

Washington, 10 set (Xinhua) - O presidente dos EUA, Donald Trump, disse na terça-feira que o conselheiro de segurança nacional dos EUA, John Bolton, renunciou a seu pedido.

Trump disse que pediu a renúncia de Bolton na noite de segunda-feira e recebeu a renúncia na manhã de terça-feira.

"Eu discordei fortemente de muitas das suas sugestões, assim como outros da administração e, portanto, pedi a demissão a John", twittou Trump.

Bolton contestou os tweets de Trump, dizendo que ele havia renunciado na noite de segunda-feira, mas Trump disse a ele "vamos conversar sobre isso amanhã".

Mais tarde, Bolton foi citado pela Fox News dizendo: "Sejamos claros, pedi demissão".

O porta-voz da Casa Branca, Hogan Gidley, disse a repórteres que Trump e Bolton "não se alinharam em muitas questões".

As "prioridades e políticas de Bolton simplesmente não se alinham com o presidente", disse Gidley.

Em uma coletiva de imprensa, o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, disse que Trump e Bolton tinham grandes diferenças de opinião sobre a guerra no Iraque.

Trump disse que nomeará o sucessor de Bolton na próxima semana. O vice-consultor de segurança nacional, Charles Kupperman, atuará como consultor de segurança nacional interino nesse período.

A saída de Bolton foi divulgada em horário público, depois que a Casa Branca disse que participaria de uma coletiva de imprensa com o secretário de Estado, Mike Pompeo e Mnuchin na terça-feira à tarde.

Os senadores republicanos responderam de maneira mista à partida de Bolton. Mitt Romney, de Utah, disse que "foi uma perda extraordinária para nossa nação e para a Casa Branca", enquanto Rand Paul, de Kentucky, disse que "a ameaça de guerra no mundo diminui exponencialmente" com Bolton fora.

Bolton, de 70 anos, assumiu o cargo em abril de 2018 e, desde então, ficou conhecido como uma figura de posicionamento mais rigoroso no governo Trump, que defendia políticas externas duras, especialmente no que diz respeito ao Irã e ao Afeganistão.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001383840281