Medidas "extremas e unilaterais" dos EUA enfraquecem processo de paz com Israel, segundo primeiro-ministro palestino

2019-08-14 14:43:22丨portuguese.xinhuanet.com

Ramala, 13 ago (Xinhua) - O primeiro-ministro palestino, Mohammad Ishtaye, disse na terça-feira que as "medidas extremas e unilaterais" dos EUA enfraqueceram o processo de paz com Israel.

Ishtaye disse a 37 congressistas americanos em seu escritório em Ramala que "as medidas da administração dos EUA anularam todas as questões de status final".

Os laços políticos entre a Autoridade Palestina (AP) e os EUA foram cortados depois que o presidente, Donald Trump, declarou Jerusalém a capital do Estado de Israel em dezembro de 2017 e depois transferiu a embaixada de Tel Aviv para Jerusalém em maio do ano passado.

Os EUA também pararam de financiar a agência das Nações Unidas para refugiados palestinos, conhecida como UNRWA, e fecharam os escritórios da Organização pela Libertação da Palestina (OLP) em Washington.

Ishtaye enfatizou que as medidas dos EUA "anularam todas as questões de status final que foram acordadas para serem discutidas com Israel no final do período intermediário, como as perguntas de Jerusalém, os refugiados e o encorajamento do assentamento israelense".

"Os palestinos estão ansiosos pela paz baseada em direitos e justiça", disse Ishtaye aos congressistas, acrescentando que "o presidente Mahmoud Abbas fez esforços tremendos com o presidente Trump para alcançar uma forma de paz justa e abrangente".

"A melhor solução para nós é a solução de dois estados nas fronteiras de 1967 com Jerusalém Oriental como a capital do Estado da Palestina e uma solução justa para os refugiados palestinos", disse Ishtaye em um comunicado oficial.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001383083821