Enviados condenam bullying dos EUA em sanções no simpósio da África do Sul

2019-08-14 14:43:21丨portuguese.xinhuanet.com

Joanesburgo, 13 ago (Xinhua) - Enviados de Cuba, Irã, Palestina e Venezuela na terça-feira criticaram os Estados Unidos por "bullying, intimidação, bloqueio econômico e sanções" que, segundo eles, prejudicam o comércio internacional e prejudicam a paz mundial.

Eles fizeram a condenação em um simpósio internacional de solidariedade em Joanesburgo.

O embaixador cubano na África do Sul, Rodolfo Benitez Verson, disse que os países que enfrentam sanções econômicas dos EUA devem se unir, observando que seu país progrediu apesar do bloqueio americano.

O embaixador iraniano, Mohsen Movahhedi Ghomi, disse que Washington é viciado em sanções e bloqueios econômicos unilaterais.

Ele convocou o mundo a resistir aos EUA "dos países intimidadores à submissão", enfatizando que o multilateralismo é a única solução para os conflitos globais.

Alvin Botes, vice-ministro de Relações Internacionais e Cooperação da África do Sul, pediu aos EUA que respeitem as Nações Unidas e suas decisões.

"Qualquer membro da ONU, a principal organização multilateral, deve ser subordinado a ela", disse ele. "O unilateralismo prejudica a independência territorial e os resultados democráticos".

Representantes da Liga Comunista dos Jovens da África do Sul, do Congresso dos Sindicatos e do Partido Comunista da África do Sul também falaram no simpósio, pedindo solidariedade contra os bloqueios dos EUA.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001383083681