Advogado de defesa admite que Brendt Christensen sequestrou e matou estudante chinesa

2019-06-13 15:19:27丨portuguese.xinhuanet.com

Peoria, Estados Unidos, 12 jun (Xinhua) -- O advogado de defesa de Brendt Christensen admitiu na quarta-feira que o réu seqüestrou e matou a estudante chinesa, Zhang Yingying, em 2017, durante as declarações iniciais do julgamento em um tribunal federal em Peoria nos EUA, estado de Illinois.

As declarações de abertura do julgamento começaram a partir de 9:00 (14:00 GMT), logo após o juramento do júri. A equipe de mídia e o público ocuparam todas as 12 filas de assentos no tribunal.

As famílias de Zhang Yingying, que vieram da China, chegaram ao tribunal federal quase meia hora antes do julgamento. Christensen, ainda de camisa azul, apareceu no tribunal com cinco advogados de defesa.

Antes de 12 jurados e 6 jurados suplentes, sendo 7 mulheres e 11 homens, os promotores e os advogados de defesa fizeram suas declarações iniciais, nas quais expuseram as provas que planejavam apresentar durante o julgamento.

Em seu comunicado de abertura de 40 minutos, o procurador assistente Eugene Miller explicou todo o progresso do caso em detalhes aos jurados, descrevendo Zhang como uma pessoa perseguindo seu sonho no campus e Christensen uma pessoa perseguindo o mal ao esfaquear Zhang no pescoço, e então cortou a cabeça dela, depois descartou os restos em um local desconhecido.

Miller também apresentou muitas evidências em sua declaração, que serão apoiadas por testemunhas convocadas ao tribunal uma a uma na semana seguinte.

"Brendt Christensen é responsável pela morte de Yingying Zhang", disse o advogado de defesa de Christensen, George Taseff, no comunicado de defesa. Ele disse que o julgamento seria um esforço para poupar Christensen da pena de morte.

Em quase 30 minutos, Taseff destacou a pressão e o problema mental que Christensen está enfrentando, dizendo que Christensen não é um monstro, mas um homem lutando contra o abuso de substâncias, o consumo de álcool e doenças mentais, e um homem cuja esposa estava deixando ele e que estava falhando na escola.

Quando Taseff falou sobre a partida da esposa, Christensen chorou.

Após as declarações de abertura, os promotores convocaram três testemunhas para testemunhar na sessão da manhã. Eles incluem um policial do campus que recebeu o alarme do desaparecimento de Zhang, o namorado de Zhang da China e o diretor de operações do assistente de ônibus do campus. A defesa não levantou objeções ao que as três testemunhas disseram.

O pai de Zhang e seu irmão mais novo sentaram-se no tribunal usando fones de ouvido para acompanhar a tradução dos discursos.

Wang Zhidong, assessor jurídico da família de Zhang, disse à Xinhua no intervalo que a parte mais surpreendente é a defesa, admitindo francamente o sequestro e morte de Zhang por Christensen. Ele considerou isso como uma estratégia da defesa para evitar a pena de morte.

Wang acredita que todas as evidências fornecidas pelo Promotor Miller em sua declaração têm sua base e serão testemunhadas pelas testemunhas na semana seguinte. Com base no fato de que a defesa não fez nenhuma objeção e interrogatório cruzado na sessão da manhã, Wang estima que o julgamento pode progredir mais rápido do que o inicialmente esperado.

A família atormentada não pode superar a perda de Zhang e o fato de que seu paradeiro ainda é desconhecido. Tudo o que eles querem é trazer Zhang de volta para casa, disse Wang.

Zhang, uma estudante chinesa de 26 anos da Universidade de Illinois em Urbana-Champaign (UIUC), desapareceu no dia 9 de junho de 2017, depois de entrar em um Saturn Astra preto a cinco quarteirões de onde ela desceu de um ônibus em seu caminho para um complexo de apartamentos para assinar um contrato.

A polícia prendeu Christensen no dia 30 de junho de 2017, que era um ex-aluno de doutorado da UIUC e o acusou de sequestrar, torturar e matar Zhang. Ele se declarou inocente.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001381402251