Empresas chinesas dominam novas classificações nas 100 marcas mais valiosas do mundo

2019-06-13 15:19:26丨portuguese.xinhuanet.com

 

Doreen Wang, diretor global da BrandZ, fala durante o evento de lançamento das 100 marcas globais mais valiosas da BrandZ em 2019, realizada em Nova York, Estados Unidos, no dia 11 de junho de 2019. O gigante de e-commerce da China, Alibaba, e a líder tecnológica Tencent estão entre as maiores do mundo nas 10 marcas mais valiosas, de acordo com o relatório de 2010 da BrandZ Top 100 Most Valuable Global Brands divulgado pelo provedor de serviços de comunicação global WPP e pela consultoria de marcas Kantar Millward Brown. As marcas chinesas que estrearam na lista dos 100 melhores do ano incluem Didi Chuxing, uma plataforma de compartilhamento de carros; Meituan, um provedor de serviços on-line para off-line; o smartphone Xiaomi; e Haier, uma marca de eletrodomésticos. (Xinhua/Wang Ying)

Nova York, 11 jun (Xinhua) -- Mais empresas chinesas marcaram presença em um ranking de valor de marca, dominando os recém-chegados das 100 marcas mais valiosas do mundo, mostrou um relatório na terça-feira.

Nove novas marcas alcançaram as marcas globais mais valiosas do ano de 2010, um gráfico predominantemente dirigido por empresas chinesas com modelos de negócios disruptivos, segundo a provedora de serviços de comunicação WPP e a consultoria de marcas Kantar Millward Brown na Bolsa de Valores de Nova York.

Dos nove recém-chegados, quatro são chineses, a maioria entre todos os países.

As marcas chinesas que estrearam na lista dos 100 melhores do ano incluem Didi Chuxing, uma plataforma de compartilhamento de carros; Meituan, um provedor de serviços on-line para off-line; o smartphone Xiaomi; e Haier, uma marca de eletrodomésticos.

O relatório também mostrou que o gigante de e-commerce da China, o Alibaba, e o líder tecnológico Tencent estão entre as dez marcas mais valiosas do mundo.

O Alibaba, crescendo em valor de marca em 16% com relação ao ano anterior, indo para 131,2 bilhões de dólares americanos e subindo dois lugares para o número 7, superou a Tencent pela primeira vez para se tornar a marca chinesa mais valiosa.

A Tencent, empresa sediada em Shenzhen e conhecida por seu popular aplicativo multi-funcional WeChat, ficou em oitavo lugar na lista, caindo três posições em relação ao ano anterior, depois que seu valor de marca caiu 27%, indo para 130,9 bilhões de dólares.

A Amazon, com seu valor de marca crescendo em impressionantes 52% com relação ao ano anterior, indo para 315,5 bilhões de dólares, tornou-se a marca mais valiosa do mundo, seguida pela Apple e pelo Google.

As empresas chinesas estão progredindo rapidamente no valor da marca, com 16 marcas chinesas aparecendo no top 100 em comparação a apenas uma em 2006, quando o primeiro ranking BrandZ das marcas mais valiosas do mundo foi revelado, David Roth, presidente da BrandZ e CEO da WPP Europa, Oriente Médio, África e Ásia, disse à Xinhua nos bastidores do lançamento do relatório de terça-feira.

Além das marcas classificadas no BrandZ Global Top 100, seis outras marcas chinesas apareceram nos rankings das categorias, com duas marcas chinesas no Top 10 de Seguros, duas no Top 10 de Energia e outras duas no Top 15 da BrandZ Beverages.

"Descobrimos que os consumidores asiáticos estão mais abertos a iniciativas voltadas para a tecnologia. Assim, mais marcas asiáticas estão integrando seus produtos e serviços ao cotidiano dos consumidores por meio de modelos de ecossistema", disse o diretor global da BrandZ, Dorren Wang.

Segundo o relatório, a paisagem global da marca tornou-se mais volátil e competitiva.

Em 2006, o limiar do valor da marca para o ranking no Global Top 100 foi de 4,2 bilhões de dólares. Em 2019, o ranking da marca na posição 100 tem um valor de 13,4 bilhões de dólares, um aumento de 219% em relação a 2006.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001381402171