Observatório Econômico: Preços ao consumidor da China têm maior nível em 15 meses, e preços de fábrica se moderam

2019-06-13 13:26:40丨portuguese.xinhuanet.com

Beijing, 13 jun (Xinhua) -- Os preços ao consumidor da China chegaram a seu nível mais alto em 15 meses, enquanto a inflação na porta da fábrica se moderou. Analistas acreditam que a inflação permanecerá em um nível benigno.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), o principal medidor de inflação na China, subiu 2,7% em termos anuais em maio, ultrapassando 2% por três meses consecutivos, segundo dados divulgados na quarta-feira pelo Departamento Nacional de Estatísticas (DNE).

A leitura, em linha com as expectativas do mercado, foi maior que a expansão de 2,5% em abril. Na base mensal, os preços ao consumidor permaneceram inalterados em maio, ante o crescimento de 0,1% em abril.

Devido à alta nos preços de ovos, frutas e carne de porco, o preço dos alimentos subiu 7,7% em termos anuais no mês passado, um aumento ante a taxa de 6,1% em abril.

"A reduzida colheita de maçãs e peras no ano passado, as baixas reservas de frutas e o tempo chuvoso no sul da China neste ano provocaram o aumento no preço das frutas", indicou Dong Yaxiu, funcionária do DNE.

Os preços das frutas cresceram 26,7% em termos anuais em maio, enquanto em termos mensais os preços aumentaram 10,1%, contribuindo com 0,2 ponto percentual ao crescimento mensal do IPC.

O preço de carne suína caiu 0,3% em termos mensais devido à baixa demanda de consumo ante o tempo mais quente. Entretanto, em comparação com o ano anterior, o preço subiu 18,2%, ou seja, 3,8 pontos percentuais mais que em abril.

Uma nota de pesquisa do Nomura prognostica que os preços de carne suína poderiam aumentar mais devido a uma queda rígida nas reservas de porco como resultado da propagação da peste suína africana, mas a redução no peso de carne de porco na cesta do IPC poderia ajudar a conter o aumento da inflação geral do IPC.

Uma equipe de pesquisa da Huatai Securities também acredita que a alta dos preços de frutas não impulsionará consistentemente o IPC, pois os fornecedores de frutas poderiam ajustar em breve sua plantação e produção.

Dados divulgados na quarta-feira também mostram que o Índice de Preços ao Produtor da China, que mede os custos dos produtos na porta da fábrica, aumentou 0,6% em termos anuais em maio, cifra menor que o crescimento de 0,9% de abril.

Na base mensal, os preços ao produtor subiram 0,2% em maio, taxa menor ante o aumento de 0,3% registrado em abril, indicando uma débil demanda doméstica.

A China tomará mais medidas de estímulo para impulsionar a confiança e estabilizar o crescimento no futuro, disse o Nomura.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001381399031