Confrontos com soldados israelenses matam 2 palestinos e ferem dezenas no leste de Gaza

2019-02-10 14:25:41丨portuguese.xinhuanet.com

Manifestantes palestinos enfrentam soldados israelenses na fronteira Gaza-Israel, a leste da Cidade de Gaza, em 8 de fevereiro de 2019. Pelo menos dois palestinos foram mortos e dezenas ficaram feridos na noite de sexta-feira por tiros de soldados israelenses durante confrontos com centenas de manifestantes palestinos no leste da Faixa de Gaza, perto da fronteira com Israel, segundo os médicos. (Xinhua/Yasser Qudih)

Gaza, 8 fev (Xinhua) -- Pelo menos dois palestinos foram mortos e dezenas ficaram feridos na noite de sexta-feira por tiros de soldados israelenses durante confrontos com centenas de manifestantes palestinos no leste da Faixa de Gaza, perto da fronteira com Israel, segundo os médicos.

Ashraf al-Qedra, porta-voz do Ministério da Saúde em Gaza, disse a repórteres que Hamza Ishteiwi, de 18 anos, foi morto a tiros por soldados israelenses no leste de Gaza.

Al-Qedra disse na sexta-feira que Hassan Shalabi, de 14 anos, foi morto por tiros de soldados israelenses a leste da cidade de Khan Younis, no sul da Faixa de Gaza, perto da fronteira com Israel.

Ele também informou que dezenas de pessoas ficaram feridas no leste de Gaza, incluindo 17 que receberam tiros de soldados israelenses, acrescentando que foram encaminhadas a hospitais em toda a Faixa de Gaza, enquanto os outros foram tratados por paramédicos no local.

Centenas de manifestantes palestinos chegaram na sexta-feira à tarde no leste da Faixa de Gaza para participar dos 46 comícios, parte de um protesto semanal anti-Israel, mais conhecido como a "Grande Marcha de Retorno", que começou no final de março passado.

Testemunhas disseram que os manifestantes, empunhando bandeiras palestinas, entoaram slogans anti-israelenses e atiraram pedras contra os soldados estacionados na fronteira entre o leste da Faixa de Gaza e Israel.

Em troca, os soldados dispararam dezenas de bombas de gás lacrimogêneo contra os manifestantes, que sofreram asfixia após inalar o gás, segundo paramédicos, acrescentando que os soldados abriram fogo contra manifestantes que se aproximaram da cerca de barreira.

Desde março do ano passado, os soldados israelenses atiraram e mataram mais de 250 palestinos e feriram outros 26.000, a maioria deles feridos por munição letal, segundo dados do Ministério da Saúde de Gaza.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001378103561