Xi pede "maiores realizações estratégicas" na governança do Partido

2019-01-11 20:25:53丨portuguese.xinhuanet.com

CHINA-BEIJING-XI JINPING-CCDI-SESSION (CN)

(Xinhua/Li Tao)

Beijing, 12 jan (Xinhua) -- Xi Jinping, secretário-geral do Comitê Central do Partido Comunista da China (PCC), pediu nesta sexta-feira que sejam feitos mais esforços para promover a construção do Partido, exigindo "maiores realizações estratégicas" na governança abrangente e rígida do Partido.

Xi, também presidente chinês e presidente da Comissão Militar Central, deu as declarações durante a 3ª sessão plenária da 19ª Comissão Central de Inspeção Disciplinar (CCID) do PCC.

Ele também pediu a consolidação e desenvolvimento da "vitória esmagadora" na luta contra a corrupção.

Esforços devem ser feitos para assegurar que os funcionários não se atrevam, sejam incapazes e não tentem cometer corrupção, para melhorar os sistemas de supervisão do Partido e do Estado e para garantir que o espírito do 19º Congresso Nacional do PCC e as principais decisões do Comitê Central do PCC sejam resolutamente implementadas, com o fim de receber o 70º aniversário da fundação da República Popular da China com grandes lucros, disse Xi.

Membros do Comitê Permanente do Birô Político do Comitê Central do PCC, Li Keqiang, Li Zhanshu, Wang Yang, Wang Huning e Han Zheng, participaram da reunião.

O encontro foi presidido por Zhao Leji, também membro do Comitê Permanente do Birô Político do Comitê Central do PCC e chefe da CCID.

Mencionando as conquistas na construção do Partido desde o 19º Congresso Nacional do PCC, que incluíram a "vitória esmagadora" no combate à corrupção, Xi disse que o Partido agora está "irradiando com maior vitalidade na nova época".

Xi resumiu algumas das inestimáveis experiências na inspeção disciplinar e supervisão nos últimos 40 anos da reforma e abertura.

A autoridade do Comitê Central do PCC e sua liderança centralizada e unificada devem ser firmemente defendidas e a governança do Partido deve preceder a governança do país e deve ser estrita, exaltou Xi.

A abordagem concentrada no povo deve ser defendida, continuou, acrescentando que também é necessário que os quadros continuem inovando, trabalhando arduamente e lutando contra a inação e corrupção.

SEIS TAREFAS

Xi pediu esforços contínuos para impulsionar a governança abrangente e rígida do Partido porque este ano marca o 70º aniversário da fundação da República Popular da China e é chave para terminar a construção de uma sociedade moderadamente próspera em todos os aspectos para atingir a meta para o primeiro centenário (da fundação do PCC). Xi apresentou seis tarefas:

-- O espírito do 19º Congresso Nacional do PCC deve ser implementado em maior medida.

-- O trabalho político do Partido deve ser fortalecido para garantir a unidade de todo o Partido e a implementação estrita de suas ordens.

-- A conduta excelente deve ser incentivada para garantir esforços conjuntos para construir uma sociedade moderadamente próspera.

-- O combate à corrupção com uma forte determinação para consolidar e desenvolver a "vitória esmagadora".

-- Melhorar os sistemas de supervisão e fortalecer o sentido de responsabilidade.

-- Abordar a corrupção e as más práticas que aconteçam ao lado das massas para salvaguardar os interesses imediatos do povo.

SAUDÁVEL CAMARADAGEM

Xi pediu que os funcionários defendam corretamente a autoridade do Comitê Central do PCC e resistam firmemente à intervenção ilícita e à busca de lucros por parte dos familiares de líderes de nível central, seu pessoal de trabalho e pessoas que afirmam ter conexões com eles.

Xi sublinhou a necessidade de manter uma saudável camaradagem dentro do Partido e fortalecer o sistema de centralismo democrático.

Os funcionários também devem tomar a liderança no estabelecimento de uma relação de trabalho saudável e não utilizar os recursos públicos como instrumento de construção de influência ou conexões clandestinas para buscar lucros ilícitos.

Aqueles que desempenham um papel chave neste sentido, destacou Xi, são os membros do Birô Político do Comitê Central do PCC e do Comitê Central do PCC.

Xi também sublinhou a construção de um "exército de ferro" de inspeção disciplinar e supervisão de funcionários que sejam leais, honestos e tenham um forte sentido de responsabilidade, assim como a eliminação das "maçãs podres" entre eles.

Ao presidir a reunião, Zhao pediu que as organizações do Partido de todos os níveis unifiquem seu pensamento e ação com o espírito do discurso de Xi.

Em nome do comitê permanente da CCID, Zhao apresentou um relatório de trabalho intitulado "Cumprir fielmente as obrigações estipuladas no Estatuto do PCC e na Constituição do país e esforçar-se por um desenvolvimento de alta qualidade no trabalho de inspeção disciplinar e supervisão na nova época".

LUTA SEM FIM

"Embora a campanha da China contra a corrupção obtenha uma significativa vitória, não é momento de relaxar", declarou Xin Ming, professor da Escola do Partido do Comitê Central do PCC.

No ano passado, a lista de "tigres", termo que se refere aos altos funcionários destituídos por acusações de corrupção, continuou expandindo-se.

Ao todo, 51 funcionários de nível provincial, ministerial ou superior estiveram entre um total de 621 mil pessoas punidas pela CCID e pela Comissão Nacional de Supervisão.

Além disso, uma maior atenção foi dada aos delitos menores de funcionários. Cerca de 1,1 milhão de funcionários foram entrevistados e advertidos por pequenas violações, aproximadamente 63,6% do total dos casos lidados pelos inspetores disciplinares em 2018.

No ano passado, a China repatriou 1.335 fugitivos. Entre eles, 307 ex-membros do Partido ou empregados governamentais, a maioria envolvida em casos de subornos.

"A postura rígida contra a corrupção não deve e não será flexibilizada", expressou o professor Xin.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001377368961