Trump chama últimas conversas com democratas sobre a paralisação de "total perda de tempo"

2019-01-11 10:11:55丨portuguese.xinhuanet.com

Washington, 9 jan ( Xinhua) -- O presidente dos EUA, Donald Trump, abandonou abruptamente na quarta-feira uma reunião com líderes do Congresso, dizendo mais tarde que suas negociações com os principais Democratas sobre a paralisação parcial do governo tinham sido "uma total perda de tempo".

"Eu perguntei o que vai acontecer em 30 dias se eu cancelar a paralisação, vocês vão aprovar a segurança de fronteira, incluindo um muro ou barreira de aço? Nancy disse que NÃO. Eu disse adeus, nada mais funciona!", twittou Trump após sua última reunião com a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, e o líder da minoria do Senado, Chuck Schumer.

A reunião acabou por exacerbar uma já intensa luta partidária pela demanda insistente de Trump por mais de 5 bilhões de dólares americanos para financiar um muro ao longo da fronteira EUA-México. Os democratas continuam a se opor firmemente à ideia, enquanto Trump prometeu resolutamente não ceder.

Emergindo da polêmica discussão, Pelosi e Schumer criticaram Trump por estar obsecado por seu muro e ignorar a situação das centenas de milhares de funcionários federais afetados pela prolongada paralisação parcial do governo, resultado da disputa de financiamento do muro.

O encerramento, envolvendo um quarto dos escritórios federais cujas dotações do Congresso expiraram, já se arrasta por 19 dias e está prestes a se tornar o mais longo da história dos EUA.

"Mais uma vez, assistismos uma birra dele (Trump), que não que conseguiu o que queria e simplesmente saiu da reunião", disse Schumer.

Ele insistiu que os democratas permanecessem dispostos a chegar a um acordo com o presidente, dizendo que a recusa de Trump em assinar o que os democratas propuseram a ele há várias semanas "foi realmente, realmente lamentável e, em meu entender, algo impróprio da presidência".

O vice-presidente, Mike Pence, em seguida, jogou a culpa de volta para os democratas, dizendo que "não estão dispostos a participar de negociações com boa vontade".

Seu colega Republicano e líder da minoria, Kevin McCarthy, concordou com Pence e contestou o relato de Schumer sobre o que aconteceu durante a reunião, dizendo que o que os democratas descreveram foi "totalmente diferente do que aconteceu.”

A reunião foi anunciada por Trump em seu discurso na Sala Oval na terça-feira. Foi a primeira vez em sua presidência que ele fez um discurso para a nação ao vivo daquela sala icônica. Trump gabava-se de que podia resolver o impasse “numa reunião de 45 minutos".

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001377359261