Fatos e Dados: Progresso social e econômico do Tibet

2019-01-10 20:25:53丨portuguese.xinhuanet.com

Lhasa, 10 jan (Xinhua) -- Qizhala, presidente do governo da Região Autônoma do Tibet, entregou nesta quinta-feira um relatório de trabalho do governo na sessão anual da 11ª Assembleia Popular da região autônoma tibetana da China.

Ele relatou os progressos feitos em 2018 e esboçou o trabalho do governo para 2019. Seguem alguns fatos e dados provenientes do relatório:

-- Previu-se que o PIB do Tibet crescerá 10% e atingirá 140 bilhões de yuans (US$ 21 bilhões) em 2018. As importantes indústrias da região incluem agricultura, turismo e cultura, indústria verde, serviços modernos e indústria de alta tecnologia e digital.

-- Em 2018, a renda disponível per capita média nas áreas rurais deverá crescer cerca de 13%, e a para as zonas urbanas, 10%.

-- A região criou 54 mil novos empregos para os residentes urbanos em 2018 e sua taxa de desemprego urbano ficou em 2,83%.

-- Um total de 180 mil pessoas no Tibet saiu da lista de extrema pobreza, definida pela renda anual per capita de 2.300 yuans (US$ 335) segundo os preços de 2010.

-- Cerca de 14,49 bilhões de yuans (US$ 2,1 bilhões) foram gastos para financiar o reassentamento de 218 mil pessoas das áreas menos habitáveis.

-- O Tibet lançou mais de 700 projetos de alívio da pobreza, capacitando 36 mil agricultores e pastores vítimas da pobreza, e disponibilizou 47 mil novos postos de trabalho no setor de proteção ambiental.

-- O Tibet recebeu 33,68 milhões de turistas em 2018, uma alta de 31,5%. A receita do turismo alcançou 49 bilhões de yuans (US$ 7 bilhões), um aumento de 29,2%.

-- A capacidade instalada de energia limpa do Tibet deverá atingir 3,33 milhões de quilowatts. A região provê 870 milhões de quilowatts-hora de eletricidade a 14 províncias e regiões na China.

-- O volume de comércio fronteiriço em 2018 somou 4,8 bilhões de yuans (US$ 700 milhões).

-- Um total de 10,7 bilhões de yuans (US$ 1,5 bilhão) foi gasto em causas ambientais. Novas árvores foram plantadas em 74 mil hectares de terra. As florestas cobrem 12,14% das terras do Tibet.

-- Cerca de 33% das pessoas vivem em áreas urbanas no Tibet.

-- O Tibet tem como meta um crescimento econômico de 10% em 2019. Cerca de 50 mil novos empregos serão criados nas cidades e vilas tibetanas este ano.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001377342121