Zona econômico do Golfo de Beibu em ascensão em meio à reforma e abertura da China

2018-12-07 13:45:23丨portuguese.xinhuanet.com

Nanning, 7 dez (Xinhua) -- A Região Autônoma da Etnia Zhuang de Guangxi, uma região fronteiriça tranquila que alberga o maior número de minorias étnicas da China, foi incrustada na fronteira de abertura à Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN).

O êxito da região autônoma foi impulsionado pelo desenvolvimento da zona econômica do Golfo de Beibu, que é apoiado por seis cidades, incluindo Beihai, Qinzhou e Fangchenggang, na costa do golfo.

A zona econômica do golfo do Beibu vem registrando um crescimento econômico anual de 11,7% ao longo da última década, disse Wei Ran, vice-diretor do escritório para o planejamento e a construção da zona.

Um conjunto de cidades prósperas surgiu nas áreas litorâneas do Golfo de Beibu. A cidade de Beihai tem indústrias eletrônicas e tecnologia de informação com uma produção anual combinada de 100 bilhões de yuans (US$ 14,49 bilhões).

A cidade de Qinzhou é famosa por suas indústrias petroquímica e de fabricação de equipamentos e tem um modelo de desenvolvimento caracterizado por empresas de energia, fabricação de papel, metalurgia, cereais e petróleo.

Fangchenggang, que construiu 54 atracadouros, foi escolhida por muitas companhias do interior do país como o lugar ideal para localizar sua produção para a exportação.

O governo central chinês lançou dois importantes mecanismos, a Exposição China-ASEAN e o Fórum de Cooperação Econômica Pan-Golfo de Beibu em 2004 e 2006, respectivamente, para impulsionar a abertura de Guangxi, em especial para a ASEAN.

Com a ajuda das duas plataformas, Guangxi estabeleceu laços de amizade com 53 cidades da ASEAN, o que impulsionou enormemente sua cooperação comercial e econômica com aquelas regiões e promoveu os intercâmbios interpessoais.

"O volume de comércio entre Guangxi e os membros da ASEAN cresceu cerca de 60 vezes no ano passado, em comparação com 1991", disse Jiang Liansheng, chefe do departamento de comércio regional. "A ASEAN é o maior parceiro comercial de Guangxi durante 17 anos consecutivos."

A zona econômica do Golfo de Beibu registrou um rápido desenvolvimento depois da decisão do governo central em 2008 de incluí-la em uma estratégia de desenvolvimento nacional.

A zona construiu mais de 260 atracadouros e opera rotas marítimas para mais de 200 portos estrangeiros, abrangendo os principais portos no sudeste e nordeste da Ásia.

O volume de carga tratada nos portos do Golfo de Beibu foi de 152,4 milhões de toneladas entre janeiro e outubro, uma alta anual de 14,92%.

As importações e exportações da zona ultrapassaram 180 bilhões de yuans nos últimos 10 anos, e se tornou um importante motor que promove o desenvolvimento econômico de Guangxi e uma das regiões litorâneas dinâmicas com crescimento mais rápido na China.

Este ano se celebra o 60º aniversário do estabelecimento da Região Autônoma da Etnia Zhuang de Guangxi.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001376571361