Polícia chinesa desmantela quadrilha de fraude transfronteiriça e detém 132 suspeitos

2018-12-06 17:05:23丨portuguese.xinhuanet.com

Beijing, 6 dez (Xinhua) -- O Ministério da Segurança Pública anunciou nesta quinta-feira que a polícia chinesa prendeu 132 suspeitos por supostamente cometer mais de 2.000 fraudes médicas transfronteiriças em campanhas nacionais desde abril.

Os suspeitos pertenciam a uma quadrilha especializada em fraudes iniciada por uma empresa chamada "Silande", sediada na cidade de Dalian, Província de Liaoning, no nordeste da China, informou o ministério em um comunicado.

A companhia supostamente desenvolveu uma rede nacional de fraude disfarçada de salões de beleza. Para atrair as vítimas para o esquema fraudulento, os salões ofereciam a alguns de seus clientes visitas gratuitas aos Estados Unidos e à Tailândia e depois os persuadiam a fazer exames médicos.

Ao explicar os resultados dos exames, os falsos médicos, personificados por alguém contratado, alertavam as vítimas de seu chamado alto risco de câncer e os enganavam para a compra de "remédios anticancerígenos caros", que eram, na verdade, licopeno e antocianina, revela o comunicado.

"O plano tinha como alvos clientes saudáveis e de alta renda que não falavam inglês nem tinham experiências médicas ou legais", esclarece o texto.

O dinheiro ilegal envolvido nos casos somou quase um bilhão de yuans (US$ 145,7 milhões), segundo a polícia.

Durante a incursão, a polícia congelou cerca de 500 contas bancárias suspeitas com mais de 70 milhões de yuans.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001376553211