Trump mostra vontade de cooperar com democratas

2018-11-09 16:41:04丨portuguese.xinhuanet.com

Washington, 8 nov (Xinhua) -- O presidente dos EUA, Donald Trump, indicou na quarta-feira sua disposição de trabalhar com os democratas em certas questões, como infraestrutura, depois que os republicanos perderam a maioria na Câmara.

Em uma coletiva de imprensa realizada na quarta-feira, Trump disse que espera que os republicanos e democratas trabalhem juntos nos próximos anos para "continuar trabalhando para o povo americano".

"Os democratas virão até nós com um plano de infraestrutura, um plano de saúde, um plano para seus objetivos, e nós vamos negociar", disse Trump, acrescentando que "temos muitas coisas em comum com relação à infraestrutura. "

Nas eleições de terça-feira, os democratas tomaram o controle da Câmara após oito anos em minoria, enquanto os republicanos expandiram sua maioria no Senado, levando a uma divisão no Congresso dos EUA.

O presidente dos EUA apontou que certas políticas não poderiam ser aprovadas no Senado se não conseguirem 10 votos dos democratas, os republicanos agora ocupam 55 dos cem lugares, e dois terços dos votos são necessários para o Senado decidir sobre certas questões.

Em seu discurso, Trump também elogiou a líder democrata da Câmara, Nancy Pelosi, por seus comentários sobre a cooperação bipartidária na noite de terça-feira, dizendo que ele "realmente respeitou" o que Pelosi disse e "é o que deveríamos estar fazendo".

Em seu discurso após o sucesso dos democratas na Câmara, Pelosi disse que os democratas vão "lutar pelo bipartidarismo" com "justiça de todos os lados".

"Teremos a responsabilidade de encontrar nossa base comum onde pudermos, manter nosso terreno onde não podemos, mas devemos tentar", disse Pelosi, acrescentando que "todos nós tivemos o suficiente de divisão".

O líder da maioria no Senado, Mitch McConnell, disse a repórteres na quarta-feira que ele e Pelosi já discutiram maneiras pelas quais poderiam trabalhar juntos.

"A única questão que o líder Pelosi e eu discutimos esta manhã, onde poderia haver um acordo bipartidário, é algo sobre infraestrutura", disse McConnell, apesar de reconhecer "grandes diferenças" entre as duas partes em relação a questões como impostos.

Apesar do tom amistoso entre as partes, a cooperação bipartidária poderia ser ofuscada pelas possíveis investigações da Câmara sobre a administração do presidente e suas finanças.

Na coletiva de imprensa, Trump prometeu revidar se os democratas usarem a maioria da Câmara para lançar essas investigações, dizendo que "eles podem jogar esse jogo, mas podemos jogar melhor".

"E vamos ficar nesse vai e volta, e dois anos terão passado e não teremos feito nada", disse Trump.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001375947861