Enfermeiros portugueses iniciam greve de 6 dias

2018-10-11 16:02:38丨portuguese.xinhuanet.com

Lisboa, 10 out (Xinhua) -- Enfermeiros portuguesas iniciaram na quarta-feira uma greve de seis dias em todo o país, com a maioria das cirurgias canceladas nos hospitais.

A greve ocorreu exclusivamente em hospitais na quarta-feira, mas vai se expandir para todas as instituições de saúde pública que possuem enfermeiros em serviço na quinta-feira, segundo o Sindicato dos Enfermeiros de Portugal (SEP).

A maioria das cirurgias agendadas foi cancelada em hospitais, exceto para cirurgias urgentes. Os enfermeiros exigem que o governo apresente uma nova proposta de negociação da carreira de enfermagem que atenda às expectativas dos profissionais e aos compromissos assumidos pela tutela.

No distrito de Coimbra, os blocos operativos da Maternidade Daniel de Matos e do Hospital Distrital da Figueira da Foz registaram 100% de adesão à greve, disse Paulo Anacleto, da seção regional do SEP à agência de notícias portuguesa Lusa.

"Situações de urgência serão sempre garantidas, mas as cirurgias agendadas não são realizadas", afirmou, acrescentando que "no bloco central de operações do Hospital das Clínicas da Universidade de Coimbra, pela manhã, 18 cirurgias foram canceladas".

A greve está agendada para ocorrer entre os dias 16 e 19 de outubro e os enfermeiros realizarão uma manifestação em frente ao Ministério da Saúde em Lisboa para exigir que o governo cumpra os compromissos assumidos durante o processo de negociação de 2017.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001375256331