China traça tabela de horário para desalavancagem de empresas estatais

2018-09-14 09:49:59丨portuguese.xinhuanet.com

Beijing, 14 set (Xinhua) -- A China publicou na quinta-feira as diretrizes para reforçar as restrições de ativos e dívidas sobre as empresas estatais do país, com metas claras traçadas.

A relação dívida/ativo média das empresas estatais deve ser reduzida em 2 pontos percentuais até o final de 2020, comparada com a base do final de 2017, segundo as diretrizes publicadas pelos gabinetes-gerais do Comitê Central do Partido Comunista da China e do Conselho de Estado.

Após 2020, a relação dívida/ativo das empresas estatais devem ser mantidas no nível médio das empresas na mesma indústria com a mesma escala, segundo as diretrizes.

Os sistemas de alerta e monitoramento para os ativos e dívidas das empresas devem ser estabelecidos e um limite de tempo deve ser decidido para as empresas com alta alavancagem para reduzir sua relação dívida/ativo, indicaram as diretrizes.

Um limite claro deve ser determinado para separar a dívida governamental das corporativas, com os governos locais estritamente proibidos de fazer empréstimos na forma de dívida corporativa, segundo elas.

A China vem acelerando a desalavancagem de empresas estatais como parte dos seus esforços para neutralizar os riscos financeiros.

A relação dívida/ativo média das empresas estatais administradas diretamente pelo governo central ficou em 66% ate o fim de junho, 0,3 ponto percentual a menos em relação ao início deste ano.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001374670621