Governo português cria entidade para combater violência e racismo no esporte

2018-08-10 16:49:47丨portuguese.xinhuanet.com

Lisboa, 9 ago (Xinhua) -- O governo português aprovou, nesta quinta-feira, a criação da Autoridade Nacional para Prevenção e Combate à Violência no Esporte e mudanças no sistema legal para facilitar a ação contra a violência, racismo, xenofobia e intolerância em eventos esportivos.

Em um comunicado, o governo disse que a nova autoridade, juntamente com as forças de segurança e a Comissão pela Igualdade, seria encarregada de assegurar e monitorar o cumprimento das leis contra a violência, racismo, xenofobia e intolerância em eventos esportivos públicos e promover o comportamento cívico e paz (...) nesses lugares públicos".

Em sua reunião semanal, o gabinete também aprovou um projeto de lei para alterar as leis que regem as ações contra a violência, o racismo, a xenofobia e a intolerância em eventos esportivos "para aumentar a velocidade e a transparência dos procedimentos".

As forças de segurança portuguesas terão agora um prazo mais apertado para enviar um relatório oficial à nova autoridade.

Cerca de 50 pessoas invadiram o complexo esportivo do Sporting, em Alcochete, no distrito de Barreiro, no dia 15 de maio, e atacaram vários jogadores do Sporting.

Os jogadores preparavam-se para uma sessão de treino antes da final da Taça de Portugal, em 20 de Maio, na qual o Sporting enfrentava o Desportivo das Aves.

Os agressores teriam protestado contra o mau desempenho do Sporting de Lisboa no último jogo da temporada de ligas, em 13 de Maio.

A derrota por 2 a 1 para o Marítimo fez com que o Sporting terminasse em terceiro no campeonato, um lugar abaixo do Benfica, rival da cidade, perdendo assim a qualificação para a Liga dos Campeões Europeus.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001373815891