Incêndio florestal em Portugal sem "frentes ativas" após seis dias

2018-08-10 10:09:56丨portuguese.xinhuanet.com

Lisboa, 10 ago (Xinhua) -- Foram extintas todas as "frentes ativas" do fogo que vinha atingindo Monchique, a 250 quilômetros de Lisboa, desde a semana passada, informou na quinta-feira a Autoridade Nacional de Proteção Civil de Portugal.

Segundo Patrícia Gaspar, vice-comandante da ANPC, agora existem apenas "pontos quentes" em vez de "frentes ativas" em algumas áreas pequenas, onde ainda há chamas.

Um avião de vigilância transmitirá imagens ao vivo ao centro de comando, o que pode oferecer às autoridades uma melhor visão sobre a localização dos pontos quentes, acrescentou.

O fogo começou na sexta passada em Perna da Negra. Desde então, ventos fortes e mutáveis tinham causado a expansão das chamas em várias direções, em um perímetro que agora atinge 100 quilômetros. O fogo queimou 23 mil hectares.

Na quarta-feira, as chamas se expandiram a Silves, o que causou o evacuamento da população local.

Um total de 299 moradores foi evacuado. Trinta e seis pessoas ficaram feridas, entre elas 19 bombeiros e uma idosa que está em condição grave.

Na quinta, as temperaturas baixaram e os ventos desaceleraram, apesar de ser ainda mutáveis.

Gaspar disse que a situação se tornou mais calma, mas avisou que ainda há risco de o fogo voltar.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001373808881