Ex-advogado do PT é o novo presidente da Suprema Corte do Brasil

2018-08-09 15:29:55丨portuguese.xinhuanet.com

Brasília, 8 ago (Xinhua) -- O juiz Antonio Días Toffoli foi eleito nesta quarta-feira pelo plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) do Brasil para ocupar o cargo de presidente da Corte, a partir do próximo mês.

Toffoli foi eleito com dez dos 11 votos do STF: é comum que o ministro que assumirá a presidência escolha o seu vice.

A eleição foi protocolar. O STF adota para a sucessão de seus presidentes um sistema de rodízio baseado no critério de antiguidade. É eleito o ministro mais antigo que ainda não presidiu o STF.

Toffoli, de 50 anos, é ministro desde 2009, quando foi nomeado pelo então presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.

O ministro substituirá a ministra Carmen Lúcia, que termina agora seu período de dois anos na presidência do STF.

O novo vice-presidente será o juiz Luiz Fux, que assumirá o posto junto com Toffoli, em 13 de setembro, para um mandato de dois anos.

Toffoli nasceu em Marília, São Paulo, em 15 de novembro de 1967, e se graduou em Direito em 1990 pela Universidade de São Paulo (USP). É especialista em Direito Eleitoral, foi professor de Direito Constitucional e Direito da Família, e atuou como advogado do Partido dos Trabalhadores (PT) em campanhas eleitorais.

Durante o primeiro governo de Lula, Toffoli trabalhou na Casa Civil entre janeiro de 2003 e julho de 2005, período em que o ex-deputado José Dirceu ocupou o cargo de ministro.

Com a saída de Dirceu do governo, devido às denúncias de envolvimento no "mensalão", Toffoli assumiu a chefia da Advocacia-Geral da União, onde ficou até entrar, em outubro de 2009, para o STF, na vaga aberta com a morte do ministro Carlos Alberto Menezes.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001373787971