Presidente eleito do México quer evitar crise energética

2018-07-11 11:14:40丨portuguese.xinhuanet.com

Cidade do México, 9 jul (Xinhua) -- O presidente eleito do México, Andrés Manuel Lopez Obrador, disse na segunda-feira que está em andamento um plano para evitar uma crise energética causada pela baixa produção de petróleo e gás.

"Vamos resgatar a indústria", prometeu López Obrador em uma entrevista coletiva após a reunião com membros da Confederação de Câmaras Industriais, destacando que "o setor de energia está passando por uma grave crise, especialmente na produção de petróleo e gás". "

A ideia é investir em infraestrutura para reabilitar refinarias e aumentar a produção nacional com vistas a reduzir as importações de energia.

López Obrador, que assumirá o cargo em 1º de dezembro, fez campanha para reverter algumas das reformas estruturais implementadas pela atual administração, incluindo a possibilidade de investimento privado na longa indústria petrolífera nacionalizada e a liberalização dos preços da gasolina, que podem subir a bomba.

"Não haverá aumento nos preços da gasolina", prometeu López Obrador, acrescentando que os preços só subirão em relação à inflação, pelo menos durante os primeiros três anos de seu mandato de seis anos.

O presidente eleito, de 64 anos, tem se reunido com líderes corporativos e empresariais desde sua vitória esmagadora nas eleições de 1º de julho, em uma tentativa de promover a cooperação entre os setores público e privado para alcançar um crescimento econômico anual de 4%.

De acordo com López Obrador, a corrupção no México é o maior obstáculo ao crescimento, já que desvia fundos públicos de infraestrutura e outros projetos de desenvolvimento.

A redução do imposto de renda e da alíquota do imposto sobre valor agregado em várias partes do país, como as áreas fronteiriças e o sudoeste do Istmo de Tehuantepec, também está planejada.

Para estimular o crescimento nas regiões periféricas, López Obrador pretende descentralizar o governo realocando certos ministérios. A Secretaria de Turismo, por exemplo, poderia ser transferida para Chetumal, onde fica o resort número 1 do México, Cancún.

"Não é justo, nem recomendado, que investimentos públicos ou investimentos privados sejam concentrados apenas em certas regiões do país", disse López Obrador. "Queremos que o país inteiro possa crescer igualmente."

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001373164751