Governo brasileiro anuncia acordo de leniência de US$ 700 milhões com o Grupo Odebrecht

2018-07-10 13:40:14丨portuguese.xinhuanet.com

Rio de Janeiro, 10 jul (Xinhua) -- O governo brasileiro anunciou nesta segunda-feira que fechou um acordo de leniência com a construtora Odebrecht, a maior da América Latina, pelo qual a empresa, acusada de participar de uma grande rede de corrupção, deverá devolver 2,7 bilhões de reais (US$ 700 milhões) aos cofres públicos nos próximos 22 anos.

A assinatura do acordo foi anunciada em entrevista à imprensa pela AGU (Advocacia-Geral da União) e pelo Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União.

Segundo a advogada Grace Mendonça, representante da AGU, dos 2,7 bilhões de reais, cerca de 900 milhões (US$ 233 milhões) se referem ao valor equivalente às propinas pagas pela Odebrecht a cerca de 150 agentes públicos, para a obtenção de contratos. Outros 1,3 bilhão (US$ 337 milhões) pelos lucros obtidos nos contratos conseguidos através de irregularidades e 442 milhões de reais (US$ 114 milhões) de multa a ser paga pela empresa.

O dinheiro poderá ser quitado em 22 anos, em parcelas anuais que serão corrigidas pela inflação e pela taxa básica de juros, o que, segundo cálculo da AGU, deverá fazer o valor final chegar aos 6,8 bilhões de reais (US$ 1,765 bilhão).

Além do pagamento da multa, a Odebrecht se comprometeu a adotar uma política de integridade para evitar novas irregularidades em contratos com a administração pública.

Nos acordos de leniência, a empresa acusada reconhece os danos causados à administração federal por práticas corruptas e se compromete a repará-los, além de colaborar nas investigações. Em troca, a empresa obtém autorização do governo para fechar novos contratos.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001373142041