Casal britânico em estado crítico após exposição a agente nervoso

2018-07-06 11:23:25丨portuguese.xinhuanet.com

Londres, 4 jul (Xinhua) -- Um casal britânico em estado crítico no hospital foi envenenado pelo mesmo agente nervoso usado no recente ataque a um ex-agente russo e sua filha, segundo confirmou a Polícia Metropolitana de Londres, na noite de quarta-feira.

O policial sênior antiterrorismo do Reino Undio, ACSO Neil Basu, confirmou que um casal de Wiltshire foi exposto ao agente nervoso Novichok, e ambos estão gravemente doentes no hospital.

A polícia ainda está investigando como o casal foi vítima do agente nervoso, mas não há nenhuma sugestão de que eles estejam ligados aos serviços de segurança.

O incidente é mais um grande golpe seguido de uma operação de descontaminação multimilionária foi realizada após o ataque em março, que deixou o ex-espião russo Sergei Skripal e sua filha Yulia lutando por suas vidas. Eles estão agora se recuperando em endereços secretos no Reino Unido.

Dawn Sturgess, de 44 anos, de Salisbury, e Charlie Rowley, de 45 anos, de Amesbury, ficaram doentes e, a princípio, pensou-se que um lote de drogas contaminadas poderia tê-los deixado seriamente doentes.

Cientistas do laboratório secreto britânico em Porton Down confirmaram à polícia, na noite de quarta-feira, que os testes realizados mostraram que o Novichok seria a causa.

Em uma declaração na sede da Polícia Metropolitana em Londres, Basu disse: "Eu posso confirmar hoje que houve um desenvolvimento significativo e que a Rede de Polícia Contra o Terrorismo está liderando a investigação sobre este incidente. Esta noite recebemos resultados de testes da Porton Down que mostram que as duas pessoas foram expostas ao agente nervoso Novichok."

O drama começou na manhã do último sábado, quando uma ambulância foi chamada para um endereço residencial em Amesbury, onde uma mulher de 44 anos entrou em colapso. Cinco horas depois, uma ambulância foi chamada de volta para o mesmo endereço onde o homem de 45 anos também adoeceu.

Paramédicos vestindo roupas de proteção levaram o homem ao hospital, onde a mulher já estava sendo tratada.

Basu acrescentou: "A partir da avaliação inicial, pensava-se que os dois pacientes adoeceram depois de usar drogas de um lote potencialmente contaminado. Após a análise detalhada das amostras, podemos confirmar que o homem e a mulher foram expostos ao agente nervoso Novichok, que foi identificado como o mesmo agente nervoso que contaminou Yulia e Sergei Skripal. "

Ele disse que, nos próximos dias, as pessoas podem esperar um aumento da presença policial na área, o que incluirá policiais usando equipamentos de proteção, enquanto realizam atividades em vários locais.

No mês passado, o herdeiro do trono britânico, o príncipe Charles e sua esposa, a duquesa da Cornualha, visitaram Salisbury e se misturaram aos compradores do mercado local para tranquilizar as pessoas de que a cidade era segura para se visitar.

A polícia ainda não deu pistas sobre como ou por que o casal foi exposto ao agente nervoso, mas Basu disse: "Eu acrescentaria que a complexa investigação sobre as tentativas de assassinato de Yulia e Sergei continua em andamento e os detetives continuam analisando e avaliando todas as evidências disponíveis, além de estarem seguindo as pistas possíveis, para identificar os responsáveis, pelo que permanece ser um ato criminoso, imprudente e bárbaro.

"Não estamos em posição de dizer se o agente nervoso é do mesmo lote a que os Skripals foram expostos. A possibilidade de que essas duas investigações possam estar ligadas é claramente uma linha de pesquisa para nós", ele acrescentou.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001373056281