Especialistas dos EUA veem a cúpula Kim-Trump como uma conquista histórica

2018-06-14 10:53:38丨portuguese.xinhuanet.com

Nova York, 12 jun (Xinhua) -- A cúpula de Singapura entre o líder da República Popular Democrática da Coreia (RPDC), Kim Jong Un, e o presidente dos EUA, Donald Trump, foi uma conquista histórica para ambas as partes.

"Princípios abrangentes e com visão para o futuro que formam uma base duradoura para paz, reconciliação e prosperidade foram acordados", disse Sourabh Gupta, membro sênior do Instituto para Estudos da China-América em Washington, DC, em entrevista à Xinhua, na terça-feira.

"Os princípios gerais que foram enunciados e trocados e o consenso a que chegaram, se forem cumpridos, conduzirão a península a uma trajetória qualitativamente diferente e muito mais esperançosa", disse Gupta.

Avery Goldstein, professora de Política Global e Relações Internacionais da Universidade da Pensilvânia, considerou a primeira cúpula entre a RPDC e os líderes dos EUA desde a Guerra da Coreia de 1950-53 como "um primeiro passo" para a desnuclearização e o estabelecimento de um mecanismo de paz na Península Coreana.

Goldstein apontou que a cúpula, "no mínimo", tornou um conflito militar entre a Coreia do Norte e os Estados Unidos "menos provável no futuro próximo", e a redução das tensões, iniciada com os Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang, em 2018, é "uma coisa boa."

"Para haver um resultado bem-sucedido, e não apenas uma cúpula como primeiro passo, será necessária uma série de etapas negociadas em detalhes", disse ele.

"O progresso dependerá de cada lado, mantendo o processo no caminho certo, permitindo que especialistas técnicos e profissionais de políticas trabalhem", acrescentou.

Michael Swaine, membro sênior do Carnegie Endowment for International Peace, disse que ambos os países devem se basear nos desenvolvimentos positivos alcançados até agora, "esse desenvolvimento significa o tipo de resultado que muitos previram que significaria um 'melhor caso' alternativo: um congelamento com um vago compromisso de desnuclearização ".

Caso contrário, os dois lados "rapidamente às ameaças e tensões anteriores", disse ele.

Kim e Trump assinaram um comunicado conjunto após a reunião de terça-feira em Singapura. Trump estava comprometido em fornecer garantias de segurança para a Coreia do Norte, enquanto Kim reafirmou seu compromisso com uma completa desnuclearização da Península Coreana.

Os dois líderes conduziram uma "troca abrangente, profunda e sincera de opiniões" sobre questões relacionadas ao estabelecimento de novas relações entre a RPDC e os EUA, e a construção de um regime de paz duradouro e robusto na península, disse o comunicado conjunto.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001372529461