Economia brasileira contraiu no primeiro trimestre

2018-05-17 14:56:30丨portuguese.xinhuanet.com

Brasília, 16 mai (Xinhua) -- A economia brasileira contraiu 0,13% no primeiro trimestre do ano, de acordo com o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), divulgado nesta quarta-feira.

O IBC-Br atua como uma "prévia" dos números reais do PIB e é baseado em estimativas do banco central.

Enquanto a queda foi de 0,13% com base no último trimestre de 2017, os números ainda mostraram um crescimento de 0,86% ano a ano.

Isso ainda é uma má notícia para o Brasil, que não tinha visto sua economia contrair desde o último trimestre de 2016, quando recuou 0,78%.

Em 2017, o Brasil registrou crescimento de 1% do PIB, encerrando uma grave recessão, que viu dois anos consecutivos de crescimento negativo de 3,6%.

Os números para 2018 até agora mostram um desenvolvimento pior do que o previsto.

No momento, o governo está mantendo sua estimativa de crescimento de 3% do PIB para 2018, embora isso possa ser revisado na semana que vem, quando os números de renda e gastos públicos forem anunciados.

Devido à piora nos indicadores, os analistas financeiros do Brasil reduziram suas estimativas para 2018 de 2,7 para 2,51%.

O IBC-BR reúne informações sobre indústria, comércio, serviços e agricultura. No entanto, analistas alertam que os números do IBC-Br não devem ser tomados como fato sólido, uma vez que nem sempre coincidem com os dados econômicos oficiais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O IBGE divulgará os números oficiais do PIB do primeiro trimestre em 30 de maio.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001371861401